Como começar um empreendimento

Como começar um empreendimento com reais chances de sucesso?

5 novembro, 2017 9:11 pm | Criado por | sem comentários | 2 semanas

Não é difícil ter a vontade de ser dono do próprio negócio e tornar-se independente, mas como começar um empreendimento?

Muitos param nesse questionamento antes mesmo de dar início às suas ideias e, para evitar que isso ocorra também com você, criamos esse guia básico para contribuir com o sucesso de empreendedores de primeira viagem.

Você sabe a diferença entre modelo de negócio e plano de negócio?

Saiba mais: Financiamento para empreendedor: dicas para não recorrer ao empréstimo

Como começar um empreendimento de sucesso: os 3 primeiros passos

Muito mais que uma ideia, você precisa criar um modelo e um plano de negócios, entre outras providências, veja como:

1- Crie um modelo de negócio

Não tem como começar um empreendimento sem criar um Modelo de Negócio. Esse planejamento essencialmente precisa ser composto pelas ideias que compreendem a lógica de criação, entrega e captura de valor.

O modelo de negócio deve explicar detalhes do empreendimento, possibilitando o entendimento de toda a proposta do negócio por qualquer leitor.

Os objetivos e fundamentações dos empreendimentos devem estar claros e, para isso, vale utilizar imagens, textos, números e demais itens para compor esse planejamento. Toda a lógica de composição do novo empreendimento deve ser descrita nesse momento.

Uma forma de tornar esse Modelo de Negócio mais assertivo é ouvir as opiniões das pessoas envolvidas em sua criação e, até mesmo, realizar uma pesquisa com o público-alvo e possíveis clientes.

Uma das maneira mais práticas de fazer isso é com o modelo de negócios canvas, aprenda a usá-lo neste post de nosso blog: Modelo de Negócio Canvas: Tudo para planejar sua empresa

2- Crie um plano de negócio

Após a definição de um modelo de negócio, chega o momento de desenhar um plano de negócio. Nessa etapa é necessário realmente planejar a execução dos passos necessários para tirar as ideias do papel e colocar o empreendimento efetivamente em prática.

O plano de negócios descreve a forma como o negócio será construído através de etapas, com prazos para a realização de cada processo, incluindo custos iniciais para a implantação do empreendimento e análises financeiras.

O plano de negócio é conectado ao modelo de negócio, portanto, sempre que o modelo for alterado, o plano precisa também ser reformulado para contemplar as novas especificações do empreendimento.

Um bom roteiro para a criação de plano de negócios pode ser responder às seguintes perguntas:

  • O que exatamente eu pretendo fazer e qual o valor do produto ou serviço que pretendo oferecer?
  • Para quem você irá ofertar seu produto ou seu serviço?
  • Como vou fazer esse produto ou serviço?
  • Quanto vou gastar para colocar essa ideia em prática?
  • Qual a estimativa de retorno financeiro?

Passado o momento de desenhar as estratégias e o cenário para a instalação do empreendimento, é preciso pensar em canais, ou seja, através de quais canais o cliente encontrará seus produtos ou serviços.

Esses canais podem ser físicos, como lojas e parceiros de distribuição e revendedores, ou online, através de e-commerces por exemplo.

A partir dessa definição, é preciso estreitar e estabelecer uma relação com os clientes. As redes sociais são uma ótima maneira de criar vínculos com o seu público, principalmente se o seu canal for online.

Responder os questionamentos feitos por clientes nesses canais é uma forma de criar um vínculo de confiança com o público.

Aproveite para divulgar promoções e benefícios no Facebook e Instagram por exemplo, utilizando conteúdos inéditos e boas imagens para ilustrar suas páginas também.

Além disso, faz parte do seu plano de negócio criar ações e campanhas de marketing que despertem o desejo ou a necessidade nos clientes.

Veja mais sobre isso em nosso blog:

3- Proposta de valor

Como começar um empreendimento quando tudo o que se possui é apenas uma ideia?

A proposta de valor são os benefícios que seu cliente percebe ao entrar em contato com sua marca.

Ao escrever sua proposta de valor, o caminho de como começar um empreendimento se torna mais visível. Nesse momento, você precisa refletir sobre como o que você está ofertando é percebido pelo público-alvo e possíveis clientes.

Além disso, é preciso identificar se existe a necessidade do seu produto ou serviço. A necessidade existe quando seus potenciais clientes sentem falta da sua oferta e precisam de você.

Confira um exemplo prático:

Como começar um empreendimento do setor alimentício, por exemplo?

Vamos exemplificar a proposta de valor de um restaurante:

  • Qual tipo de refeição será servida?
  • De que forma será servida?
  • Quais diferenciais?

Assim, se um restaurante tem um esquema self-service com bastante variedade, sua proposta de valor é bom preço e comida de qualidade e saudável.

Mas um outro restaurante com serviço à la carte e um ambiente refinado, tem uma proposta de valor diferente, prometendo um tratamento VIP e status.

Um fastfood, por exemplo, tem outra proposta de valor, completamente diferente, mais focada na extrema rapidez e no preço bem acessível, do que na qualidade da comida ou do serviço.

Em função da proposta de valor do seu negócio, diferentes preços podem ser cobrados.

Confira também: Tudo o que você precisa saber para conseguir um empréstimo para abrir empresa

Depois de criar sua ideia de negócio, modelos e planos, você vai precisar de um nome, slogan e logotipo. Use a We Do Logos para isso e consiga um resultado de qualidade, rapidamente e por um preço justo:

Basta entrar no site, fazer seu pedido de material de comunicação, já definindo prazo e preço, para começar a receber rapidamente as primeiras sugestões de arte. Você faz sugestões, pede alterações e solicita quantos ajustes quiser, até chegar no resultado ideal para o seu negócio.

Entenda melhor como funciona a We Do Logos:

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.