Passo a passo: envelopamento de carros

23 novembro, 2016 6:38 pm | Criado por | sem comentários | 1 ano

Podemos fazer muitas coisas com um carro: dirigir, pintar, lavar, substituir peças, agregar ou retirar acessórios e assim por diante. Uma das técnicas aplicadas aos veículos é o envelopamento, que tem se tornado bastante usual nos dias de hoje.

Acompanhe este passo a passo envelopamento de carros para envelopar corretamente seu automóvel e torná-lo mais protegido!

O que é envelopamento de carros?

O envelopamento é a técnica usada para aplicar película adesiva sobre a superfície do carro. Além de oferecer maior proteção, a película também personaliza o veículo, diferenciando-o de outros. Ela pode ser fosca, brilhante, mutante ou colorida.

A adesivação pode ser aplicada até em automóveis corporativos, servindo para divulgar a empresa por meio de um design atraente, que favorece a boa comunicação visual.

Quais são as cores dos adesivos e os tipos de imagem?

As películas para envelopamento podem ser encontradas em 3 linhas:

  • Fosca: preto, branco;

  • Fibra de carbono: preto, branco;

  • Brilho: preto brilho, branco, vermelho, azul, prata, amarelo, dourado, verde, laranja e outras.

As películas coloridas podem apresentar textura. Há ainda películas brancas sobre as quais é possível imprimir imagens por meio de impressoras digitais. Deve-se esperar que o solvente da tinta da impressora evapore completamente, pois ele poderá prejudicar a película ou o adesivo.

Quem aplica a película?

Existem empresas especializadas em aplicar a técnica de envelopamento: as adesivadoras. Há também profissionais autônomos que podem executar a tarefa.

Até o próprio proprietário do carro poderá aplicar a técnica, caso esteja disposto, pois existem manuais que ensinam como proceder.

É preciso alguma licença para aplicar a técnica?

Se a película for da mesma cor do carro, não será necessária autorização do Detran. Porém, se a cor do adesivo for diferente da cor do veículo, então será necessária uma autorização do órgão, pois haverá alteração na documentação.

É permitido envelopar o automóvel com outra cor desde que não ultrapasse 50% da cor original. Além dessa porcentagem, é preciso dar entrada no Detran solicitando a permissão para que seja realizado o envelopamento com cor diferente.

Quais são os materiais necessários para o envelopamento?

Para envelopar, os materiais necessários são os adesivos/vinis e acessórios para realizar a aplicação, como espátula, soprador térmico ou borrifador, detergente, estilete/lâmina, furador de bolhas e água. Você pode ir a qualquer fornecedor ou distribuidor desses produtos, conferir e escolher aqueles que mais agradá-lo.

Fique atento ao tipo de vinil que será aplicado na superfície do carro.

Filme de PVC:

  • Calandrado: é mais espesso, recomendado para superfícies planas e curvas simples;

  • Cast: é mais fino, recomendado para todos os tipos de superfície, como planas, curvas simples, de baixo-relevo, compostas.

Adesivo:           

  • Sensível à pressão: adere facilmente à superfície, recomendado para superfícies planas e curvas simples (o método mais indicado é o de aplicação úmida);

  • Ativado por pressão: não adere tanto no início, recomendado para todas as superfícies (o método mais indicado é a aplicação a seco).

Como conhecer melhor a superfície do carro?

A técnica pode ser aplicada em superfícies muito irregulares e com curvas mais complexas, o que vai requerer maior perícia do profissional. Antes da aplicação, o profissional deve conferir a adesão (chamada de “ancoragem”) da pintura (que pode ser verniz ou tinta) por toda a extensão da lataria. Caso não haja compatibilidade, a técnica não deve ser aplicada.

No caso de carros sem pintura, é necessário conferir se não existe oxidação, pois a ferrugem pode atrapalhar o envelopamento.

O que fazer antes de aplicar o envelopamento?

Para melhor adesão da película à superfície, é preciso que ela esteja bem limpa e ausente de certos elementos, como graxa, óleo, gordura, silicone, fios de pano, poeira e outras coisas. Para uma limpeza eficiente, podem-se utilizar os seguintes produtos:

  • Detergente neutro e água para tirar fios de pano e poeira;

  • Solventes para retirar gordura, graxa, óleo, silicone, piche (bons solventes são: o álcool comercial, utilizado em plásticos; o álcool isopropílico, usado em vidros; o desengraxante comercial, utilizado em superfícies pintadas e metais);

  • Removedores de adesivos para remover resquícios de cola que permaneceram depois de terem sido retirados outros adesivos.

O ideal é que a aplicação tenha início assim que a limpeza for concluída para evitar que mais sujeiras contaminem a superfície.

Quais as vantagens do envelopamento?

Envelopar seu carro tem suas vantagens. Além da proteção contra arranhões, poeira, sol, chuva e pedras e da personalização, ele:

  • Pode ser aplicado em veículos novos e usados;

  • Pode ser removido a qualquer tempo que não causará danos à pintura (a não ser que a pintura já esteja danificada);

  • É, aproximadamente, de 30% a 60% mais econômico que uma pintura nova;

  • Dispensa a utilização de ceras e pastas;

  • Simples de lavar, exigindo somente sabão neutro ou sabão de coco líquido e água;

  • Não sai com o passar do tempo, mas pode ser facilmente removido (a garantia do envelopamento é de até 3 anos para encolhimento e desbotamento).

É possível envelopar o próprio carro?

Sim. Confira este pequeno manual para você mesmo envelopar seu automóvel:

  • Ponha 3 gotas de detergente neutro em um borrifador de água (o detergente permite que o adesivo escorra sobre o veículo quando bolhas e rugas forem removidas);

  • Aplique a água e o detergente em todos os pontos onde será ele aplicado;

  • Corte-o em tamanho pouco maior que o do lugar onde será colado;

  • Retire toda a película de proteção do adesivo;

  • Borrife a água com detergente na parte colante dele;

  • Vá aplicando o adesivo e passando a mão de modo a modelar cada ponto;

  • Use o furador de bolhas (ou mesmo a espátula) para remover as bolhas;

  • Quando chegar ao formato ideal, poderá cortar o excesso do material com o estilete ou lâmina;

  • Para remover as bolhas e rugas que persistirem sobre a superfície depois de tudo pronto, poderá usar um secador de cabelos e ir passando a espátula nesses trechos (o secador vai ajudar a modelar o adesivo na superfície);

  • Se ainda ficar alguma bolha, use o furador.

Uma dica valiosa é: passe sempre a espátula do centro do adesivo para o lado de fora!

Ainda não aplicou a técnica do envelopamento no carro de sua empresa? Aproveite este passo a passo e faça isso! Poderá recorrer a um profissional qualificado para o serviço, caso não se sinta apto para fazê-lo!

Para conseguir mais informações sobre envelopamento, leia nosso post “Guia do envelopamento de carro: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!”.

 

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.