email marketing design

Entenda a importância do design de email marketing

7 maio, 2017 8:11 pm | Criado por | sem comentários | 7 meses

O email está muito bem de saúde, obrigado, e cada vez mais popular entre empresas de todos os portes e segmentos que desejam se conectar com o seu consumidor, sabia?

Efetivo, econômico e impactante, podendo personalizá-lo de acordo com o perfil do seu público-alvo, esse instrumento de comunicação tem tudo para ser o diferencial de suas campanhas.

Mas, para isso, você pode querer aprofundar os seus conhecimentos em como criar um design de email marketing que gere uma experiência ainda mais enriquecedora. Algo que você pode ver neste artigo.

Confira!

eBook - Guia Definitivo de Marketing Digital para PMEs

Saiba mais: Ferramenta de envio de email marketing: qual é a melhor?

Números do email marketing

Para quem ainda não se convenceu das vantagens do email marketing, em suas campanhas, aqui vão alguns dados interessantes:

E esses são apenas alguns dos muitos dados relativos a como fazer email marketing e à atenção que você deve dar ao design de email marketing.

Por isso, para você que já se convenceu no do bom desempenho do email marketing com design personalizável, vamos apresentar algumas dicas para chegar ao modelo ideal para o seu negócio!

Veja também: Como criar um email marketing: um passo a passo de sucesso

4 dicas para um design de email marketing arrasador

Quer aumentar a taxa de abertura de emails e contar com mensagens personalizadas que têm tudo para contribuir para aumentar os resultados de sua empresa? Confira nossas dicas!

1- Alinhe o email marketing design com sua identidade visual

Quer fixar ainda mais a sua marca na mente do consumidor? Personalize, então, o design do email marketing para que ele tenha a ver com a identidade visual do seu negócio.

Assim, sempre que eles abrirem seus emails, as cores, fontes e abordagens passarão a ser algo que eles vão se relacionar, o que ajuda na identificação com a sua marca.

Confira: Boas práticas para otimizar sua campanha de email marketing

2- Seja objetivo, conciso e criativo

Parece missão impossível, mas é importante que o seu email se categorize em um conceito no qual o usuário deva usar o mínimo possível a sua barra de rolagem. Principalmente, para os usuários mobile.

Dessa maneira, concisão, objetividade e clareza devem ser qualidades imprescindíveis. E acompanhadas de uma boa dose criatividade para cativar o seu cliente desde a primeira palavra.

É importante, ainda, atentar-se a um aspecto fundamental no design de email marketing: as promessas no assunto do email devem se cumpridas, posteriormente, no corpo da mensagem.

Afinal, você pediu alguns minutos de atenção do seu consumidor. Faça valer a pena, portanto!

Leia mais: Guia prático sobre o que é marketing digital

3- Equilibre textos e imagens

Até como um complemento da dica anterior, é importante equilibrar o uso de imagens e textos para que a leitura seja fluída e de fácil compreensão.

Além disso, é bom pensar que você já deve ter cumprido suas promessas, explicado claramente, e basta, portanto, direcionar o usuário à ação desejada: o Call to Action (CTA).

Esse botão deve ser igualmente atrativo e apontar, antecipadamente, quais serão as vantagens que o seu consumidor adquirirá ao clicar no CTA do seu email.

Este email de nosso blog vai ajudar muito você: Call to action: veja 6 dicas para gerar mais conversões

4- Cuidado com o excesso de informações

As cores de sua identidade visual, o uso de imagens (estáticas ou gifs), vídeos e textos e, até mesmo, o tipo de abordagem são importantes e devem aparecer no design de seu email marketing.

No entanto, exceções a regras existem e você deve saber dosar o uso de todos esses atrativos de maneira que a tela não fique poluída e o usuário se deixe cativar pelas mensagens.

É sempre bom, portanto, prezar pela simplicidade, mas em atingir o seu objetivo de maneira prática, efetiva e de modo que estabeleça uma relação com o consumidor — o que potencializa as chances de ele abrir os próximos emails.

Confira também: Conheça 4 tipos de estratégias de marketing digital

5- Cuidados técnicos

Muitas pessoas se esquecem de algumas recomendações importantes na hora de criar email marketing com design que funcione.

Veja alguma delas:

  • Use imagens leves, emails com imagens pesadas demoram para abrir e os usuários podem simplesmente deletá-los.
  • Não faça o design de email marketing em JPG ou outros arquivos de imagens anexados ao email, ele deve ser feito em HTML.
  • Não esqueça de reservar um espaço no layout do email marketing para a possibilidade de opt-out, isto é, do destinatário cancelar o recebimento destes emails.
  • Gifs, se bem leves, podem ser um opção interessante para compor o layout de seu email marketing.

Não perca: Absolutamente tudo sobre disparo de e-mail marketing

Se sua empresa precisa criar email marketing, layout de sites, folders, cartões de visita e outros materiais de marketing com preço justo e alta qualidade, pode conta com a We Do Logos.

É só se cadastrar no site, preencher o briefing e, em pouco tempo, receber as opções de layout para escolher a melhor de todas para usar em seu negócio.

Saiba mais sobre a We Do Logos:

E então, ficou com alguma dúvida a respeito de como usar o design de email marketing para impactar os seus clientes e dar um salto qualitativo em seu negócio? Caso queira saber mais a respeito do assunto, entre em contato conosco!

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.