como ser um empreendedor

Como ser um empreendedor: os segredos que não te contaram!

29 abril, 2016 11:55 am | Criado por | sem comentários | 2 anos

Ser um empreendedor significa, se levado ao pé da letra, fundar e gerenciar um negócio. Mas, na realidade, o espírito empreendedor vai muito além disso. O dono de um negócio, muitas vezes, pode não ter as qualidades necessárias para empreender e, por outro lado, um funcionário que tem aquele “olhar de dono” em tudo que faz pode se revelar um excelente empreendedor. Para que você entenda como ser um empreendedor é preciso levar em conta que para gerenciar uma empresa, o empreendedor pode utilizar dois tipos de conhecimento: o explícito e o tácito. Um deles, só se aprende com a experiência adquirida.

Para ajudar você a aprender como ser um bom empreendedor, fomos buscar algumas dicas publicada na Revista Exame PME, pelo especialista em gestão de pessoas, Eduardo Ferraz, que fala um pouco sobre esses dois tipos de conhecimento. Em seguida, falaremos sobre networking, redes sociais e gadgets para empreendedores. Confira ops texto e entenda ainda melhor o comportamento empreendedor!

11 - eBook - Guia definitivo marketing startups-CTA-600x200px

Saiba mais: GUIA: O que é empreendedorismo, tudo que você queria saber

Como ser um empreendedor

como ser um empreendedor

 

5 lições que o jovem empreendedor não aprendem na faculdade

Segundo expostos no artigo de Eduardo Ferraz, o conhecimento explícito é aquele que tem relação com conceitos teóricos e é aprendido na escola e na faculdade, bem como em treinamentos e em livros. Ferraz compara isso a fazer um bolo seguindo uma receita que já foi testada e deu certo várias vezes.

Já o conhecimento tácito é o saber como fazer. Está relacionado às habilidades que adquirimos com as experiências práticas. É um tipo de conhecimento que só aprendemos fazendo e não existe maneira de transcrevê-lo em algum manual.

São essas lições que aprendemos ao longo da vida e que a escola não ensina que fazem a diferença. Confira algumas delas abaixo e saiba como ser um bom empreendedor:

Reconhecer mentiras

Não existe uma receita definida para reconhecer quando alguém está mentido. Esta é uma habilidade que só se adquire com a experiência e convivência com as pessoas. É importante estar sempre atento aos sinais que as pessoas nos deixam para ficar familiarizado com suas personalidades.

Dica: quer empreender? Você precisa conhecer o Guru PME.

Saber a hora certa de desistir de um projeto

Isso só é possível fazer com segurança depois de muitos anos de vivência e prática, um típico comportamento empreendedor. Quem já fracassou ou perdeu alguma coisa no mundo do empreendedorismo, jamais esquece a lição e sabe como agir da próxima vez.

Mas você não precisa fracassar para adquirir essa habilidade. Aprender com as experiências de outras pessoas também pode orientar o empreendedor a não cometer erros.

Escolher os funcionários certos

Aqui, a intuição conta muito. Ela faz uma enorme diferença na hora de selecionar as pessoas que darão certo e trabalharão melhor na sua empresa.

No entanto, seguir algumas dicas pode ajudar bastante quem está começando.

Saber mediar conflitos

Não há como ser um empreendedor sem esta habilidade. Por mais que existam bons cursos de negociação por aí, em nenhum deles você consegue aprender o “timing” exato de como desarmar ou evitar conflitos mais graves.

Começar um novo negócio

Empreender não é uma tarefa fácil e acarreta riscos muito altos. Assim, que já teve sucesso ou quem já fracassou alguma vez tem mais chances de sucesso que os que estão só no campo da teoria. Isto é algo que o jovem, empreendedor precisa ter em mente!

Mesmo que haja certas habilidades que a teoria não vai nos ensinar, o empreendedor não deve ter medo de começar, pois o sucesso também é consequência de quando colocamos as ideias na prática.

Confira também: Turbine seu negócio com estas 14 dicas de empreendedorismo

Como ser um bom empreendedor usando a internet

As redes sociais, como Twitter e Facebook, podem ser mais do que um meio para se comunicar com os amigos e seguir os seus artistas preferidos. Quem enfrenta a difícil experiência de empreender pode encontrar preciosos conselhos nos perfis de grandes nomes do mundo dos negócios. E este é um excelente comporta,mento empreendedor, principalmente para o jovem empreendedor que precisa de modelos a seguir.

As páginas de pessoas como o bilionário Richard Branson e Garrett Camp, cofundador da startup de aluguel de veículos Uber, dão ótimos conselhos a seus seguidores, tornando-se verdadeiras escolas de negócios e empreendedorismo.

Além de falar sobre suas próprias experiências, Branson costuma recomendar links e artigos relevantes acompanhados da hashtag #readbyrichard.

como ser um empreendedor

Já Matt Robinson, fundador do banco britânico GoCardless, tem um blog onde fala sobre a estruturação de uma empresa, além de postar pensamentos sobre o mundo dos negócios e como ser um empreendedor.

Empreendedores que se tornaram investidores, como Chris Sacca e Mark Suster, usam o Twitter para dar perspectivas sobre os dois lados envolvidos na criação de uma startup.

Perfis inspiradores para seguir, não faltam, como o do magnata australiano Rupert Murdoch, por exemplo, que não tem medo de dar opiniões polêmicas. Um de seus pensamentos mais recentes sobre economia foi: “Fazer ricos mais pobres não mudará muita coisa. Dar oportunidade para os pobres se tornarem ricos é a única maneira de avançar. Grandes fortunas não duram muito”.

A internet, além de ter muito conteúdo para nos entreter, também tem muita informação útil para o nosso crescimento e excelentes lições de como ser um empreendedor. Assim, é necessário que saibamos utilizar todos os recursos que temos e obtermos o melhor que eles nos oferecem.

DICA: Hub do Empreendedor: tudo o que você precisa em um só local

Saiba usar a internet para consolidar seu networking

A Internet pode até ser feita por um conglomerado de redes de computadores interligados, mas são as pessoas e os relacionamentos que elas têm umas com as outras que a mantém viva. E as redes sociais se tornaram um fenômeno mundial, com cada vez mais membros.

 Elas nos aproximam de velhos amigos, nos ajudam a fazer novas amizades e nos permitem manter contato com várias pessoas ao mesmo tempo, sem precisar sair do lugar. Mas será que existe uma forma de utilizar essa ferramenta de uma maneira mais profissional? A boa notícia é que existe sim. Este comportamento empreendedor de buscar afirmar e reter relacionamentos por meio da rede mundial de computadores tem sido mais usado pelo jovem empreendedor, mas nada impede que todos usem a internet da melhor forma!

como ser um empreendedor

Enquanto no Facebook você compartilha fotos, marca encontro com a turma e vê como foi aquela festa que o seu amigo foi no fim de semana, existem redes sociais com propostas diferentes, que conectam milhares de membros interessados apenas em trocar ideias e experiências de negócios, apresentar seus produtos, serviços e fazer networking, sempre buscando aprender como ser um bom empreendedor e aplicar isso em seus negócios.

Um exemplo de como ser um empreendedor e de como fazer um negócio dar certo é nosso cliente, o restaurante Point do Macarrão. Assim que os sócios decidiram que precisam desenvolver sua identidade visual, não tiveram dúvidas em procurar a melhor solução. E encontraram: começaram fazendo seu logotipo com a We Do Logos para, logo em seguida, criaram diversos outros materiais, como embalagem, cardápio e até a fachada do restaurante. Confira mais detalhes desta história de sucesso: CASE Point do Macarrão.

A importância do Networking

Segundo Renato Fonseca de Andrade, autor do livro conexões empreendedoras, estar conectado significa ter acesso privilegiado a pessoas e informações. “Uma das características do empreendedor de sucesso é a habilidade de fazer networking ou, em outras palavras, estabelecer conexões sociais”, afirma.

O especialista em redes sociais Augusto Franco, vai além. Para ele, estar conectado é mais que uma vantagem, é um pré-requisito “O empreendedor tem que ser um inovador e a capacidade de inovar depende das conexões que ele tem”, explica.

Mas redes de contatos sociais são algo que existe desde os primórdios da humanidade. Então, qual é a novidade? As plataformas digitais nos possibilitaram ultrapassar as barreiras físicas. Na internet, podemos ter conversas simultâneas, e não bilaterais.

Mas existe algo a mais: no ambiente digital é mais fácil encontrar pessoas e acessar seus dados. É o que chamamos de rastreabilidade. “Informações, oportunidades, aprendizado, solução de problemas. Tudo fica a um clique de distância”, argumenta Andrade.

Enumeramos aqui três espaços que conectam empreendedores online.

  • Empretecos World

 

como ser um emopreendedor

Aqui, o objetivo é promover o compartilhamento de informações e experiências entre os membros. Lá, o empreendedor também pode divulgar sua empresa, seus produtos e utilizar instrumentos para aprimoramento de sua gestão. Além disso, os membros da comunidade têm acesso a vagas de trabalho, produtos e promoções especiais.

  • Empreedemia

como ser um emprendedor

No ar desde 2009, a rede já conta com mais de 23 mil empresas cadastradas e tem ajudado muitos empresários entender cada vez melhor como ser um empreendedor.

No Empreendemia é possível criar sua vitrine de produtos e serviços, entrar em contato com possíveis clientes, fornecedores e fazer novos negócios. No plano básico, o cadastro é gratuito e você pode trocar cartões virtuais com outras empresas da rede.

  • Socioteca

 

como ser um empreendedor

Além de compartilhar experiências e ideias profissionais, no Socioteca você pode também compartilhar livros, cursos e eventos com outros usuários. Isso possibilita manter as pessoas atualizadas em suas respectivas áreas. Um rede ideal para empreendedores, consultores e investidores que sabem como ser um empreendedor e querem compartilhar isso.

É importante pontuar que o sucesso de uma empresa no meio digital não depende apenas da sua presença numa rede social, é preciso participar. Segundo Andrade, a palavra de ordem para ter sucesso nas redes é doação.

“A melhor forma de estabelecer um vínculo com outra pessoa dentro da rede é perceber o que a outra precisa e procurar ajudar, com o interesse legitimo de contribuir”, diz o especialista. É necessário sempre enxergar oportunidades de estabelecer contatos, virtuais ou físicos. “Não é só conhecer, é preciso estabelecer um relação de confiança e reciprocidade”, aconselha Andrade.

Veja também: 18 dicas para aprimorar o seu networking

eBook - Guia Definitivo de Marketing Digital para PMEs

Dicas de networking para empreendedores

Muito além da internet, o networking faz parte do comportamento empreeendedor. Quem é dono do seu próprio negócio executa diversas tarefas importantes ao mesmo tempo para que sua empresa continue crescendo. No entanto, quando se trabalha muito, existe o perigo do isolamento, que é um grande perigo para os empresários.

A comunicação é um elemento imprescindível no ambiente empresarial, fazendo do networking uma excelente ferramenta, que pode ser usada para promover a si mesmo, sua carreira e sua empresa.

como ser um empreenedor

 A importância do networking

O networking é importante tanto para quem deseja crescer na carreira quanto para quem quer saber como ser um empreendedor, pois oferece oportunidades de conhecer mais a profissão e o mercado em que se atua, além da chance de crescer profissionalmente ao se relacionar com profissionais que podem passar informações e experiências importantíssimas.

Para o empreendedor, é importante buscar contatos com pessoas que possam contribuir para o crescimento do seu empreendimento. Ter uma boa rede de contatos ajuda a agregar novos conhecimentos, mas também será muito importante para divulgar seu trabalho e tronar sua empresa conhecida.

Assim, se você tem os contatos certos, isso pode ajudar na captação de recursos financeiros para o seu projeto, além de proporcionar uma troca de informações cruciais para o desenvolvimento do seu negócio e para mantê-lo atualizado das novas oportunidades.

Como melhorar o networking?

Algumas atitudes simples podem melhorar consideravelmente a qualidade e a quantidade da sua lista de contatos e fazer com que você estabeleça relações mais produtivas.

Aumente sua participação em feiras, congressos, palestras e eventos relacionados à área em que você atua. Dessa forma, seu cartão de visitas pode chegar nas mãos certas e que tenham atuação no seu segmento.

É importante também que você crie um perfil no LinkedIn, mesmo que não esteja procurando emprego, pois isso pode ser uma excelente vitrine para a sua empresa que ainda está no começo. Lembre-se de preencher todas as informações do perfil e aproveite para divulgar o nome da sua empresa.

Lembre-se também de ajudar as outras pessoas sem interesse, pois se você é solícito e ajuda os colegas sempre que possível, isso irá retornar de maneira positiva quando você precisar.

No entanto, não force as amizades, nem procure as pessoas apenas quando precisar de algum favor. Chame os amigos da área para um jantar, um happy hour e ponha a conversa em dia. Veja a seguir uma lista de 6 dicas de como ser um empreendedor que se beneficia do networkin:

  1. Escolha contatos com potencial: Separe detalhadamente seus contatos. Além de dados como idade, sexo  e área, também tenha em vista o psicológico, como interesses, cargos e empresas em que trabalham e o que eles pretendem no futuro.
  2. Mapeie interesses: Veja entre seus contatos, quem possui mais em comum. Tenha em foco onde você ou a empresa quer se estabelecer e invista nesses contatos, pois, uma vez que os “gostos” são semelhantes, os objetivos também serão parecidos e, estar em contato com profissionais da área irá facilitar isto.
  3. Estimule a troca: Ofereça sempre algo em troca para que a relação seja proveitosa em ambos os lados. Informações de mercado, possibilidade de parcerias ou troca de parcerias estimulam o contato a fazer o mesmo. Através disso, todos saem ganhando.
  4. Seja relevante: Essa via de troca, tem que ser de mão dupla. Você tem interesse em manter contato com pessoas importantes e relevantes, então, certifique-se que você também é uma delas. Faça esforços para ser lembrado, mostrando-se uma pessoa bem informada, principalmente em sua área. Além disso, sempre tenha uma cartão de visitas à mão.
  5. Use a Internet a seu favor: Como frisamos anteriormente, as tecnologias e redes sociais conseguem  facilitar a proximidade e conexão entre pessoas. Existem redes sociais exclusivas para contatos profissional, sendo a mais famosa delas o LinkedIn. Outra dica para quem faz o networking online é separar perfil profissional do pessoal, pois manter a postura profissional é essencial.
  6. Esteja sempre em contato: Estabeleça uma rotina para que você ou sua empresa nunca percam o contato com as pessoas do networking. Marque reuniões, divulgue cursos e palestras ou até mesmo convide para um happy-hour. Não exagere na proximidade, pois isto pode causar afastamento.

Veja mais: Guia do Empreendedor: Aprenda como aumentar as vendas

Gadgets para empreendedores

Os smartphones conquistaram a todos. Hoje é difícil encontrar quem não ande com um no bolso e pare de vez em quando para checar algum aplicativo. A maioria dos empreendedores atualmente não consegue mais ficar sem o aparelho, pois com ele é mais fácil checar informações da empresa de qualquer lugar. Muitos diriam que não há como ser um empreendedor sem  ou usoi de aparelhos como esse, principalmente os jovens empreendedores.

E principalmente no escritório existem outros gadgets que podem ajudar a otimizar o tempo, a trabalhar mais produtivamente ou até mesmo a apresentar algo a um cliente.

Reunimos aqui o depoimento de sete empreendedores, que, em entrevista à revista Exame, contaram quais aparelhos não podem faltar em suas rotinas de trabalho. Confira a lista abaixo.

Tablet

como ser um empreendedor

O sócio fundador do Engarte, plataforma de compra e venda de projetos de engenharia, Alan Meira, conta que o tablet é algo indispensável em seu ambiente de trabalho, pois é usado como ferramenta comercial para os clientes, prototipação de ideias e agregador de conteúdo.

Gustavo Caetano, fundador e CEO do Samba Tech, elegeu o Ipad como ferramenta essencial, pois, segundo ele, o aparelho é usado para se atualizar durante a manhã. “Os apps facilitam a organização das notícias e o compartilhamento seja por Twitter ou e-mail”, conta o empreendedor.

Fones de ouvido

como ser um empreendedor

O sócio fundador e CEO do site de compras coletivas Peixe Urbano, Julio Vasconcellos, conta que fones de ouvidos são indispensáveis em sua rotina, pois são ótimos para quem viaja muito ou precisa de concentração.

Timer

como ser um empreendedor

Rodrigo Vitulli, o fundador da  Recomind.net conta que para não deixar que as reuniões se estendam mais que o necessário, um timer é uma boa opção para ajudar nesses casos. “Quando começamos reuniões de qualquer tipo, acionamos a ‘maçã do tempo’. Ele nos ajuda a otimizar nossas reuniões”, explica.

Scanner de mão

como ser um empreendedor

O CEO do RestauranteWeb do Brasil, Emerson Calegaretti, conta que o scanner de mão é o item mais indispensável na sua rotina. “Usamos para escanear o cardápio do restaurante e disponibilizar no portal”, explica Calegaretti.

Carregador solar

como ser um empreendedor

A VivaReal é uma rede de portais imobiliários que atua nos Estados Unidos e na América Latina. Seu cofundador, Thomas Floracks, viaja muito e conta que nem sempre consegue recarregar o seu celular quando está em aeroportos. “O sistema de recarga solar permite recarregá-lo utilizando uma fonte de energia limpa e renovável”, explica o empreendedor.

E-reader

como ser um empreendedor

O E-reader é parte da rotina do CEO do Restorando, startup de reservas de restaurantes online, Franco Silvetti. “Gosto muito de ler e acho mais confortável do que ler em um iPad”, afirma.

Caixas de som

como ser um empreendedor

O empreendedores da Pitzi, um clube em que os assinantes cadastram o modelo de seu celular e com o pagamento de uma mensalidade recebem assistência no caso de acidentes, preferem trabalhar ouvindo música. “Nossas caixinhas de som, pequenas mas poderosas, nos ajudam a pensar criativamente. Música é o ritmo da sede Pitzi, que nos inspira para pensar grande e fazer coisas cada vez mais divertidas para nossos clientes”, afirma Daniel Hatkoff, sócio fundador da Pitzi.

Confira: O que é marketing empreendedor?

Depois de todas estas dicas de como ser um empreendedor, que tal conhecer melhor uma empresa com um espírito muito empreendedor e que pode ajudar sua empresa e seu empreendimento de negócios? A We Do Logos é o maior site de concorrência criativa da América Latina! Se sua empresa precisa de logotipo, papelaria, layout de site ou banners digitais, por exemplo, é só se cadastrar no site, enviar seu pedido em 24 horas já terá a sua disposição dezenas de opções de artes para analisar, dar sua opinião, pedir ajustes e escolher a melhor para sua empresa! Confira este projeto em que a empresa Mr. Gym, de venda de suplementos esportivos, recebeu 52 opções de logotipo de 21 de nossos designers.

CTA08-Blog2016-600x200px-Logo

Veja outros bons motivos para usar a We Do Logos:

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.

Comentários estão fechados.