empresas inovadoras exemplos

Exemplos de empresas inovadoras que você deve seguir

6 agosto, 2017 11:34 am | Criado por | sem comentários | 4 meses

Não é possível falar em empresas inovadoras e dar exemplos de suas realizações sem entendermos um dos mais importantes conceitos ligados a este tipo de atividade criativa e de inovação nas empresas, a chamada inovação disruptiva.

Por esse motivo, antes de apresentar as 10 primeiras classificadas do Ranking Fast Company das 50 Empresas mais Inovadoras de 2017, vamos explicar para você como funciona esta abordagem criativa que tem um nome tão chamativo: a inovação disruptiva.

Depois, dê uma olhada no ranking e nos exemplos das empresas inovadoras apontadas pela Fast Company e perceba como a inovação é fundamental para conquistar e manter clientes satisfeitos.

Saiba mais: Confira como diferentes tipos de inovação podem ajudar nos negócios

O que é a inovação disruptiva nas empresas

A inovação disruptiva se contrapõem a inovação incremental, também chamada de inovação contínua.

E é muito fácil entender estes dois conceitos de inovação.

Veja só: todos os anos as empresas de automóveis lançam seus modelos de veículos com algumas inovações para os diferenciar do modelo do ano anterior.

Assim, o formato do para-choques é mudado, os faróis tem um novo design, novas opções de cores são oferecidas e outras alterações meramente “cosméticas” como estas aparecem.

Estas são as chamadas inovações contínuas, que não trouxeram nada de realmente novo, apenas deram uma melhorada no carro. Mesmo incluir conectividade e acesso a internet integrada ao corro, também não chega a ser uma inovação descontínua (sinônimo de inovação disruptiva) porque esta tem que ter uma característica especial que comentaremos abaixo.

A inovação disruptiva nas empresas cria um novo valor, uma nova maneira de se resolver um problemas dos seus clientes e, por isso, na verdade, chega a criar um novo mercado.

Um exemplo de empresa inovadora em ação é a criação de carros autônomos, como faz a Tesla. Assim, a maneira de usar carros muda, as soluções para os clientes são outras, ele não vai mais precisar dirigir e poderá trabalhar de verdade, por exemplo, enquanto seu carro vai até o destino.

Este exemplo de empresa inovadora se diferencia da inovação contínua por este detalhe: ele cria um novo valor no mercado, não melhora apenas algo que já existia.

Veja também: Inovação em serviços: clientes sempre satisfeitos

As TOP 10 empresas inovadoras: exemplos a seguir em 2017

Depois de entender como esse exemplo como empresas inovadoras de verdade funcionam, veja o ranking 2017 das empresas mais inovadoras e exemplos do que fizeram.

Algumas delas talvez você ainda não conheça:

  • Décimo Lugar – Spotify: Exemplo de inovação na empresa: mudar a maneira como as pessoas ouvem música e, principalmente, arquivam seus áudios preferidos, abolindo o CD e o DVD da realidade de muitos consumidores.
  • Nono Lugar – Chobani: Exemplo de inovação na empresa: Para quem não sabe a Chobani é uma marca de iogurtes tipo grego com enorme sucesso nos Estados Unidos. A inovação? Conseguir produzir em escala industrial um iogurte com todas as características de frescor e sabor do verdadeiro iogurte grego.
  • Oitavo Lugar – Twilio: Exemplo de inovação na empresa: Twilio é uma plataforma de comunicação em nuvem que vende um conjunto diversificado de serviços para ajudar os desenvolvedores de softwares a programar mensagens de voz e vídeo em aplicativos, com escala e nível de serviço excelente, por uma fração do custos e em muito menos tempo que os equipamentos concorrentes.
  • Sétimo Lugar – Netflix: Exemplo de inovação na empresa: Fazer a experiência de assistir filmes, seriados, documentários e outros programas na TV totalmente diferente do que era antes de seu surgimento.
  • Sexto Lugar – Facebook: Exemplo de inovação na empresa: Desenvolver algorítimos que apresentam os anúncios certos, na hora certa, para os clientes certos.
  • Quinto Lugar – Snap: Exemplo de inovação na empresa: A companhia que criou o Snapchat conseguiu o que muitos duvidavam: criar uma nova rede social que realmente trouxesse algo de novo (disruptivo), se diferenciando das demais pelo fato das mensagens “desaparecerem” pouco depois de publicadas.
  • Quarto Lugar – Apple: Exemplo de inovação na empresa: Recriar-se a cada instante. Muito mais que o iphone, que mudou a forma como os smartphones eram construídos e idealizados, a empresa está sempre trazendo algo novo. E sua mais nova investida, entre muitas outras, é trazer a inteligência artificial para o dia a dia das pessoas de uma forma útil.
  • Terceiro Lugar – Uber: Exemplo de inovação na empresa: Depois de revolucionar a maneira como as pessoas usavam táxis e motoristas ganhavam dinheiro com esta profissão, gerando até protestos em várias partes do mundo, agora a companhia está investindo na pesquisa sobre carros autônomos. Já pensou pegar um Uber sem ter que bater papo com o motorista?
  • Segundo Lugar – Google: Exemplo de inovação na empresa: O novo projeto do Google, chamado Tango, visa medir o espaço físico sem a necessidade de GPS ou outros sinais externos, colocando toda a tecnologia dentro de um dispositivo móvel, como um telefone ou tablet. O Tango permite que a realidade aumentada possa acontecer em qualquer tipo de lugar, como na sua casa, de uma forma que nunca foi possível antes.
  • Primeiro Lugar – Amazon: Exemplo de inovação na empresa: A Amazon foi escolhida como a primeira colocada por seus esforços de estar sempre inovando para trazer as melhores experiências para seus clientes, desde de o início de suas operações.

Veja mais: O caminho do sucesso: a importância da inovação em processos

O que achou destas empresas inovadoras e exemplos de suas realizações? Acredita que a lista deveria ser modificada, incluindo outras empresas ou retirando alguma delas? deixe sua opinião e sugestões de novos exemplos de empresas inovadoras nos comentários.

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.