Entenda o briefing e crie o logo perfeito

25 setembro, 2014 9:02 pm | Criado por | 8 comentários | 3 anos

Não importa quão bonito e criativo é um logo, se ele não corresponde ao briefing do cliente ele possivelmente não agradará. Algumas características fundamentais para a imagem que a empresa pretende consolidar com seu logo estão reunidos em um documento contendo muitas informações importantes que devem ser cuidadosamente observadas.

Além das informações básicas da empresa (nome, contatos, ramo de atividade), o briefing traz uma série de preferências e orientações com relação aos valores, princípios, objetivos, público-alvo, diferenciais da empresa perante suas concorrentes, sensações que ela deseja despertar no público com sua marca, entre outros.

Cabe ao designer interpretar cada item e exprimi-lo no logo. Obviamente, na entrega do trabalho, o profissional deverá explicitar onde imprimiu cada característica apontada no briefing. Porém, a má interpretação desse conjunto de informações ainda é a causa de 80% das falhas na criação de logos.

Veja também: A importância do briefing para trabalhos de design

E você, sabe como interpretar o briefing para criar o logo perfeito?  Veja algumas dicas abaixo:

Exprima todos os requisitos no logo: case do logo “Jogos Olímpicos –Rio 2016”

Quando se abriu a concorrência para a criação do logo dos Jogos Olímpicos no Rio em 2016, um dos mais importantes eventos do planeta, as agências de design brasileiras logo entraram na briga e criaram centenas de logomarcas de acordo com um briefing que trazia 12 requisitos que deveriam ser expressos em um único símbolo. Expressar o espírito olímpico, a paixão, transformação, energia, natureza exuberante, otimismo, superação, entre outros, em uma imagem que fosse compreendida e tocasse os corações de todos ao redor do planeta era o desafio dessas agências. A ganhadora do concurso, Tátil Desing, explica que precisou unir ideias e lançar mão de formas, cores, tipografia, movimentos e tecnologias de design em 3D para trazer todos esses conceitos para o logo sem deixá-lo pesado.

briefing logo perfeito

Para isso, criou um desenho em 3D que retratava um abraço humano, com três pessoas interligadas pelos braços, trazendo a união, o movimento, o espírito olímpico, a força da equipe e, claro, o acolhimento e o calor do povo brasileiro e carioca. As cores remetiam ao Brasil, mas também à energia e à natureza. A fluidez dos traços reforçava os princípios de integração e movimento, remetendo também ao Rio por ter os contornos do Pão de Açúcar. Para a escrita foi desenvolvida uma tipografia nova, no estilo escrita manual, que trouxesse o humanismo e reforçasse a dimensão emocional do logo. O princípio de que tudo o que é humano toca o sentimento guiou todo o processo de criação e levou a Tátil a vencer o concurso.

Agora, perguntamos: porque a Tátil venceu? Porque o logo dela era mais bonito, mais original e mais elaborado? Não! Ela venceu porque conseguiu interpretar e exprimir com louvor todos os requisitos do briefing no logo.

Curiosidade: Conheça todos os logotipos das olimpíadas desde 1896.

Se o seu cliente tem um logo atual, entenda o que ele não gosta no logo

Depois de colher todas as informações possíveis e relevantes junto ao cliente, procure saber se ele já possui um logo e o que ele não gosta nele. Analise com ele o que o logo atual exprime, se ele está de acordo com a proposta da empresa. Sabendo o que não deu certo no logo anterior, suas chances de fazer dar certo no novo desenho são bem maiores.

Lembre-se que exprimir todos os conceitos do briefing não é, necessariamente, mixar imagens e desenhos que façam isso literalmente. O uso de cores, formas, tipografias, sombras e efeitos também podem transmitir os conceitos, mas certifique-se que seu cliente sinta isso durante a apresentação e explicação do logo.

Mostre exemplos e colha feedbacks

Outra forma muito prática de saber qual o conceito de “logo bom e logo ruim” do seu cliente é mostrando-lhe exemplos e buscando feedbacks. Apresente um logo, diga quais são os princípios que a marca quis passar naquela imagem e pergunte para o cliente se ele consegue visualizar ou sentir  esses princípios. Essa análise te dará pistas do perfil do cliente, é possível inclusive saber se ele tende a ter uma visão mais literal (precisa de expressões literais ou imagens para absorver uma ideia), ou se ele possui uma certa sensibilidade para captar os princípios expressos de maneira figurativa (ele entende que o verde remete à natureza? Que as formas geométricas indicam objetividade, precisão?).

Siga nossas dicas e assegure-se de somente começar a criação do logo após ter compreendido realmente o briefing do cliente!

E você, tem alguma técnica para interpretar um briefing na hora de criar o logo perfeito? Compartilhe conosco, é só comentar!

 

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.

  • Nicola Crupi

    e quando o cliente quer algo diferente, exclusivo, moderno, novo, criativo…e quem ganha o cocnsurso ganha com uma logo com duas casinhas e um semi-círculo? As vezes não dá para entender porque nem o cliente sabe o que está procurando.

  • We Do Logos

    Hahahaha, isso é #vidadefreelancer Nicola! Às vezes nós temos que ser psicologo para orientar entender o que ele busca e ajudar a definir o que precisa pra sua marca xD

  • Nicola Crupi

    é que últimamente estou encontrando dificuldades em entender os projetos…não é uma epoca boa pra mim..:)

  • We Do Logos

    Não se preocupe, Nicola, nós conhecemos uma plataforma ótima para te ajudar. É o WeLancer.com. São dezenas de novos trabalhos todos os dias e ainda um suporte online com a equipe de atendimento para te ajudar no que for preciso. Há também uma comunidade no facebook (Comunidade WeLancer) para troca de experiências, dicas e muito mais entre os outros freelancers ;). Acessa lá!

  • Nicola Crupi

    Conheço, sou cadastrado desde o ano passado mas ganhei poucos concursos (ranking #390 – 14 concursos) por isso que falei que tenho dificuldade as vezes em entender os clientes…

  • We Do Logos

    O grande benefício do WeLancer é poder exercitar sua mente criativa e poder acompanhar o que tem de bom no mercado. Mas conversa com o gestor de cada projeto, tenho certeza que o nosso atendimento estão prontos para te ajudar ;).

  • Nicola Crupi

    Uma critica: Tem que ajeitar o sistema de denuncia por plagio, porque estou vendo todo dia coisas que não deveriam acontecer mas que é muito dificil denunciar. Tipo que o cliente publica anexos de logos antigas e o designer faz a arte igual cuspida e ganha. Depois o cliente retira a arte de referencia do briefing et voilá..o plagio é feito sem ninguem perceber ou poder denunciar atraves do painel (porque não tem como colocar o link) Aconteceu isso neste concurso recente:

    http://www.welancer.com/projeto-detalhe.aspx?pid=173644

    Sei que não é este o lugar para conversar sobre estes assuntos mas…fica a dica. Obrigado..;)

  • We Do Logos

    Deixa um e-mail com a moderação, Nicola. Assim eles podem te dar um feedback mais completo já que estão acompanhando todo o decorrer do projeto 😉