O que é o Cloud Computing

O que é Cloud Computing e como funciona?

4 setembro, 2017 7:15 pm | Criado por | sem comentários | 3 meses

O que é Cloud Computing? Essa é uma dúvida bastante comum, justamente por ser algo que vem crescendo exponencialmente. É justamente por isso que nós escutamos comentários como “está armazenado na nuvem” ou “as informações estão todas na nuvem” e “utilizar nuvem é mais seguro”. Estas frases estão se tornando comuns justamente porque cada vez mais pessoas estão compreendendo o que é a computação em nuvem e para que ela serve.

Segundo pesquisa de 2017, da WaterFord Technologies, o investimento em Cloud deve crescer 19.4% ao ano e 32% das companhias consideram a falta de conhecimento em Cloud hoje um grande problema. Ou seja, segurança não é mais a principal dificuldade.

Mesmo com essa popularização, muitas pessoas ainda têm dúvidas de como o Cloud Computing funciona, ainda que façam uso do mesmo e também não entendem tão claramente quais as suas vantagens e melhor aproveitamento. Por isso preparamos um conteúdo que irá desde o conceito básico até um entendimento de todas as possibilidades que o cloud traz e suas principais vantagens. Vai que você esteja precisando começar a aproveitar melhor a nuvem também e nem sabe.

Conceito

A melhor maneira de se familiarizar com algo é compreendendo o seu conceito base. Então, para ficar mais fácil, cloud computing é, em português, computação em nuvem, que é a possibilidade de tudo que a computação oferece através de um ambiente online. Ou seja, é um serviço oferecido por empresas para fornecer armazenamento, gerenciamento de banco de dados, servidores, rede e outros serviços através da internet.

Ficou mais claro agora? Espero que sim! É válido reforçar que esta nuvem, na realidade, é um servidor com acesso remoto, com backups de segurança que garantem que você não perca suas informações. Diferentemente do que pode ocorrer quando temos um servidor físico no escritório, por exemplo. Acidentes podem acontecer e, caso o servidor for danificado, poderá acarretar na perda de informações importantes para o seu negócio. Por isso, o uso da nuvem é bastante recomendado.

Mas por que chamamos de nuvem?

Há também uma explicação para a razão de utilizarmos o termo “nuvem”. A alusão é feita justamente por ser algo que está remoto, porém presente para todos. Esteja onde estiver, você poderá enxergar a nuvem, ainda que ela não esteja literalmente ao seu alcance. É lúdico e abstrato, mas faz total sentido e nos ajuda a entender melhor como esta dinâmica funciona.

Ainda assim há quem diga que o uso da palavra nuvem não tem uma explicação oficial, mas que se usa na ciência para uma grande aglomeração de itens que se vê distante. Pode ser uma versão interessante também, então podemos escolher qual melhor nos serve.

De onde surgiu o conceito?

Apesar de ser algo que vem tomando corpo desde os anos 60, foi nos anos 2000 mesmo que o cloud computing passou a existir de fato. Surgiu a partir da necessidade, hoje muito comum, de compartilhamento de informações, segurança, acesso remoto e interações em tempo real.

Hoje existem alguns modelos para o uso do Cloud Computing, mas há três principais. SaaS, PaaS e IaaS. O primeiro quer dizer, Software as a Service, que é quando o usuário possui uma parte do servidor disponível e não é ele quem a gerencia. Já no segundo caso, é Platform as a Service, quando o usuário também não tem o controle da infraestrutura, mas pode operar sistemas e aplicações, utilizando como uma plataforma de banco de dados. Por fim, o último é Infrastructure as a Service, quando o usuário tem total autonomia, desde a infraestrutura até os sistemas e aplicações.

Vantagens

Agora que já conhecemos um pouco mais sobre o tema, é legal destacarmos quais as principais vantagens do Cloud Computing. Afinal, é válido entender o que faz esta tecnologia crescer tanto.

Custo

Pensar em Nuvem pode remeter a algo mais caro e “distante”, porém poderá ser uma boa estratégia para redução de custos. Primeiro porque você poderá pagar especificamente por aquilo que necessitar, é uma solução muito mais customizável. Além disso, reduzirá custo de aquisição de hardware, como no caso da compra de um servidor físico, que precisará de um ambiente adequado.

Outra economia importante é a de mão-de-obra. Como seu espaço virtual não precisará ser gerenciado por um técnico local, então não será necessária uma equipe para cuidar do uso do servidor e backups de segurança.

Acesso Remoto

Com o uso da nuvem, o acesso às informações poderá ser feito de qualquer lugar. Você não precisa estar próximo do servidor para acessar os seus dados, então mesmo se estiver viajando para o outro lado do mundo, será possível se conectar ao que você precisar sem qualquer dificuldade. Esta é uma vantagem bastante interessante e, inclusive, não será necessária a configuração local em cada máquina integrada na sua rede.

Cloud Computing Remote

Segurança

Já pensou se seu escritório pega fogo e todos os dados do seu servidor viram poeira? Talvez este fosse o menor dos problemas, mas perda de informações hoje em dia é sim um problemão. Com o Cloud suas informações estarão seguras – na nuvem – onde os backups serão rotineiros e a sua segurança garantida.

Produtividade

Com diversas pessoas trabalhando ao mesmo tempo e com as mesmas informações – tempo é ganho. E quando mais se produz, melhor para o negócio. Poder acessar simultaneamente o que se precisa agiliza o trabalho e todos saem ganhando.
Imagino que agora seja mais fácil definir se você precisa de uma solução em nuvem ou não. O conceito foi explicado e as vantagens pontuadas. Apesar de ter demorado um pouco mais para se popularizar no Brasil, o Cloud Computing só tende a ganhar mais espaço e é por isso que você precisa estar por dentro.

Esse post foi escrito por Patricia Guaragna Souza Sperk da Kinghost.

Sobre o autor dessa postagem

We Do Logos

Um pouco de Marketing, Design, Empreendedorismo e muita Inovação é o que você vai ver por aqui! Boa Leitura