como criar uma marca pessoal

Desenvolva seu negócio e aprenda como criar uma marca pessoal

3 maio, 2017 11:50 am | Criado por | sem comentários | 4 meses

Se você está em busca de aprender como criar uma marca pessoal, parabéns! Você já sabe da relevância em construí-la e em desenvolvê-la para atrair e fidelizar seu consumidor.

Ao somar a sua marca pessoal com a marca de seu negócio, essa sinergia vai gerar muito mais forças, é caso de marcas famosas, como Carolina Herrera, Ferrari e até Beto Carrero, por exemplo.

O que muitos parecem não se dar conta, entretanto, é que a construção de uma marca pessoal exige esforço, dedicação e foco em criar soluções seguidamente úteis e de valor para o seu público.

E, para ajudar você a descobrir como criar uma marca pessoal para você e sua empresa se tornarem mais fortes, apresentaremos alguns valores que podem direcionar você nessa direção. Confira!

Saiba mais: Aprenda como divulgar uma marca com eficiência em 5 etapas

Tudo que você precisa saber para criar uma marca pessoal

1- O que é uma marca pessoal?

O conceito, embora muito abrangente, pode ser sumarizado em duas coisas essenciais:

  • A maneira com a qual você se apresenta ao consumidor, como pessoa.
  • A maneira com a qual o consumidor percebe seu envolvimento com a sua marca.

Por isso, é importante criar um profundo alinhamento entre pessoa e empresa, de maneira que você consiga transmitir a mensagem desejada e que ela seja absorvida e compreendida, permitindo que você estenda o legado do seu negócio por muito tempo, como a pessoa que o criou ou que o dirige, atualmente.

A pergunta que deve ficar, entretanto, diz respeito às direções a serem tomadas sobre como criar uma marca pessoal, certo? E é o que veremos a seguir!

Veja também: Conheça os segredos de 5 marcas famosas em todo o mundo

2- Como criar uma marca pessoal, na prática?

Sabe qual é a principal maneira de construir sua marca pessoal? Sendo o mais transparente possível.

Pare e perceba que muitas personalidades de sucesso em seu ramo não precisam criar um personagem: elas representam a essência do seu próprio negócio.

Dessa maneira, criar uma marca pessoal consiste em potencializar o seu diferencial, expor as vantagens do seu negócio e comprovar como você “é o cara” ou “a garota” que faz acontecer

Isso precisa estar claro — da divulgação ao atendimento — como essas características continuamente se interrelacionam e levam ao sucesso.

E, para isso, é importante saber com quem você vai dialogar e qual é a melhor maneira de abordar o seu público-alvo. Assim, mais pessoas passam a conhecer e identificar você como uma referência em seu setor de atuação.

Isso é muito comum, por exemplo, com escritórios de direito, que levam o nome de um expert no assunto, geralmente um professor renomado, criando uma simbiose entre criador e criatura, o profissional e sua banca de advogados, que ele lidera.

A tarefa se resume, portanto, em saber:

  • Quem você é
  • O que você pode oferecer
  • Para quem você proporciona soluções

E suprir — ou mesmo ultrapassar — as expectativas do seu público, de preferência com um atendimento ao cliente perfito.

Confira: Identidade da marca: como ter a sua marca facilmente reconhecível

3- Quais são as vantagens da construção de marca pessoal?

Do que falamos até aqui, já deve ter dado para compreender que criar uma marca pessoal é a vantagem competitiva que você gera para evidenciar o seu negócio como superior devido à sua presença e liderança.

Afinal, quando você entende as dores do seu público-alvo e passa a nutrir o interesse do consumidor em descobrir como você pode ser a solução para os problemas, desafios e necessidades dele, você está construindo, gradativamente, a sua marca pessoal.

E isso faz com que falem mais do seu negócio, que indiquem os seus serviços e que, no seu setor de atuação, a sua marca seja uma das primeiras a serem lembradas.

Leia mais: Identidade visual e logo: a imagem da marca para seu público

4- Existem dicas sobre como criar uma marca pessoal?

Além das dicas e técnicas que falamos, ao longo deste texto, você também pode ser apoiar em algumas dicas práticas, para o dia a dia, que têm tudo para ajudar você que deseja saber como criar uma marca pessoal:

  • Passe a escrever mais sobre temas relacionados à sua especialização e divulgue-os em canis de comunicação onde o seu público mais se concentra, incentivando o engajamento.
  • Explore a sua mensagem em diversos meios (como e-mails, blogs e vídeos, entre outros).
  • Crie e mantenha sua presença digital em alto nível de produção, o que aumenta as chances de perceberem o seu negócio.
  • Estabeleça e procure maneiras de sempre aumentar o networking (como participar de eventos do seu setor de atuação).

Ou seja: saber como criar uma marca pessoal, mesmo que seja para começar um novo negócio, você já sabe.

E, com as nossas dicas, você só tem que se planejar para entender a direção que você deseja dar para o seu empreendimento.

Se você precisar criar um logo para sua marca pessoal, além de diversos outros materiais de marketing e comunicação, como sites, catões de visita ou folhetos, pode contar com a We Do Logos.

Você entra no site, faz seu pedido de material e resolve tudo online, acompanhando passo a passo o trabalho dos designers, fazendo comentários e pedindo ajustes, até que tudo fique exatamente do jeito que você quer.

Veja mais detalhes sobre a We Do Logos:

E, caso você saiba de alguma outra dica que possa ajudar a complementar este post e ampliar a discussão sobre como criar uma marca pessoal, deixe a sua opinião nos comentários!

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.