Como funciona Google Analytics: explorando funções essenciais

25 janeiro, 2017 2:29 pm | Criado por | sem comentários | 9 meses

O Google Analytics, pra quem ainda não conhece, é uma ferramenta gratuita, do próprio Google, onde é possível visualizar e analisar as estatísticas de um website. Não saberia precisar a representatividade do Google Analytics hoje dentre todas as ferramentas semelhantes, mas com certeza ela é uma das mais utilizadas, pois além de ser gratuita, traz amplos benefícios sem qualquer limitação por não estar cobrando o serviço prestado. Se você possui um website e tem interesse em entender o desempenho dele, o Google Analytics poderá ser a melhor opção, mas é importante entender como usá-lo e as suas principais características. Quer saber como o Google Analytics funciona? Então continue acompanhando que vamos te explicar.

Como funciona o Google Analytics

O primeiro passo é criar uma conta no Google Analytics. Você poderá tanto criar uma nova quanto utilizar a sua conta de Gmail já existente. Qualquer uma das opções dará acesso à ferramenta. Assim que estiver logado você precisará partir para as etapas seguintes, inscrevendo-se e configurando o Analytics. A inscrição é muito simples, você só precisará definir um nome para a sua conta, e configurar sua propriedade, ou seja, o site que será analisado. Inclua o nome do site, a URL e o setor. É importante já configurar corretamente o fuso horário e a localização, para garantir que os resultados analisados estejam sempre corretos. Assim que a conta for criada, receberá um ID de  acompanhamento. Ou seja, é o código da sua nova conta que deverá ser inserido no seu site. Isso poderá ser feito de duas maneiras: manualmente ou através do Tag Manager, outra ferramenta do Google. Minha recomendação é que você peça ajuda ao seu desenvolvedor nesta etapa do processo. Caso você possua um site WordPress, poderá utilizar um plugin, o que será muito mais fácil.

como funciona google analytics

Os principais relatórios do Google Analytics

Agora que você já tem acesso à ferramenta e seu site já possui o código de acompanhamento, só precisa entender como funciona o Google Analytics e quais os relatórios mais importantes em um primeiro momento. No menu à esquerda estão todas as opções de relatórios que você poderá visualizar. Vamos falar apenas dos mais importantes, que trazem informações básicas para que você possa, posteriormente, entender um pouco mais sobre outros comportamentos e ações dos usuários do seu site.

como funciona google analytics 2.jpg

Tempo Real

O relatório de Tempo Real é onde você poderá visualizar quem está navegando em seu site no exato momento em que você está visualizando. Pode ter uma visão geral, com números de visitantes, dispositivos utilizados, principais páginas acessadas e até mesmo a localizações destas pessoas. Ou você poderá optar por olhar cada um destes itens individualmente e alguns outros detalhes importantes como a origem daquele tráfego: direto, orgânico, pago ou as conversões que estão sendo realizadas pelos usuários ativos.

Aquisição

Se você gera vendas através do seu site, o relatório de Aquisição é um dos mais importantes. Lá você também encontra uma visão geral, onde poderá visualizar a quantidade de sessões (visitas), transações e até mesmo a receita gerada (mais adiante vamos falar sobre como configurar esta informação corretamente). Um dos mais completos é o relatório de Canais, onde você vê a origem do tráfego e dados muito importantes sobre cada um deles, como volume de sessões, percentual de novos visitantes, taxa de rejeição, taxa de conversão, volume de conversões e a receita gerada. Informações como estas ajudam muito a entender o que deverá ser otimizado dentro do site, quais os canais deficientes ou até mesmo quais são realmente importantes para o negócio.

Se você anuncia através do Adwords, outra ferramenta do Google, você também poderá vincular as duas contas e obter diversas informações no relatório de Google Adwords ainda dentro de Aquisição. Lá é possível acompanhar a performance de cada campanha, entender a representatividade de cada uma, analisar os sitelinks, ver quais termos ativaram os anúncios e também os resultados por palavra-chave. São diversas opções que ajudam quando utilizadas juntamente dos relatórios gerados pelo próprio Adwords.

Filtros

Quando acessamos qualquer relatório dentro do Analytics, um dos primeiros filtros disponível é o de data. Ele fica no topo à direita e lá podemos selecionar o período que queremos analisar. Poderá ser o dia de hoje, os últimos sete dias ou qualquer outro período que deseja visualizar. Além disso, você também poderá filtrar os usuários, esta opção fica centralizada no topo do relatório. Ele já vem como “todos os usuários”, mas também é possível filtrar por “tráfego de pesquisa”, “tráfego de referência” e muitos outros.

Outra alternativa de filtro é a Dimensão Secundária, está opção fica sempre logo acima das colunas do relatório. Com ela é possível selecionar alguma outra variável do menu à esquerda e selecionar exatamente a que deseja. Por exemplo, você está no relatório de canais vendo os resultados dos últimos 90 dias. No entanto, você deseja entender a performance somente das quintas-feiras. Utilizando a dimensão secundária, você poderá selecionar “dia da semana” e ele irá exibir os resultados para cada um dos dias. Como você quer só quinta-feira, irá acessar o campo de busca avançado, na mesma linha, e irá selecionar a quinta-feira. Assim poderá analisar o desempenho deste dia específico nos últimos 90 dias. O filtro ajuda muito na hora em que você precisa fazer análises variadas, muitas vezes para desvendar a causa de algum comportamento inesperado. Ajuda muito a entender como funciona o Google Analytics de fato.

Como usar o Google Analytics para visualizar a receita

Conforme comentei anteriormente, o Analytics também possibilita ver informações de receita, tanto por canal, quanto por palavra-chave, campanha de Adwords, dispositivos e muito mais. Mas para que isso aconteça da maneira correta, é preciso configurar esta função no Analytics. Além dos relatórios, ele possui uma aba de Administrador e é lá que você determina configurações da conta, define suas metas, fornece acesso, visualiza seu código de acompanhamento e muito mais. Dentro da Administração você encontrará três colunas: a da Conta, onde você faz todas as configurações necessárias em nível de conta; a Propriedade, que corresponde às configurações de cada site que você adiciona à sua conta de Analytics e a Vista da Propriedade, que são visões com ou sem filtros que você gera para cada um desses sites que quer acompanhar.

Uma das opções da Vista da Propriedade é a de Configurações de comércio eletrônico, que só é preciso acessar e ativar. Nas metas você poderá definir qual a sua meta de conversão, ou seja, de compra realizada. Você só vai precisar indicar qual a página final do processo de compra para ele entender que cada usuário que chega até lá configura uma conversão e também poderá desenhar todo o processo do carrinho indicando a URL de cada etapa. Isso ajuda muito a entender posteriormente o comportamento dos usuários em cada uma destas etapas. Se a maioria vai só até o carrinho, ou se completam cadastro, mas não selecionam a forma de pagamento, se desistem no momento do cálculo do frete e muitas outras informações relevantes de comportamento. Ter estes dados ajuda muito a identificar todas as melhorias necessárias.

Dicas sobre Google Analytics

Separei algumas dicas que poderão ajudar no uso do Google Analytics. Uma delas é o uso das marcações. Quando você chega a Visão Geral há um gráfico onde é possível adicionar marcações. Basta clicar na flecha logo abaixo e criar uma nova anotação. Ela vai estar sempre sinalizada no dia que você selecionou para adicioná-la. Hábitos como esse ajudam muito a entender certos comportamentos posteriormente. Se você notar algo diferente, terá um histórico para se basear.

Outra dica é o uso do Tag Manager, que comentei anteriormente. É uma ferramenta simples e que ajuda a adicionar diversas tags sem precisar da ajuda do desenvolvedor. Basta deixa-lo a par de que a ferramenta será utilizada e assim se ganha tempo em qualquer processo.

Por fim, o Tag Assitant. É um plugin desenvolvido pelo Google, que está disponível no Chrome Webstore onde é possível visualizar quais as tags foram instaladas no site e se elas estão funcionando corretamente. Ajuda muito na investigação quando algo não está funcionando da maneira esperada e capturando as informações necessárias.

Essa foi apenas uma visão geral de como funciona o Google Analytics, qual o primeiro contato, as configurações básicas e os relatórios mais importantes para o dia a dia. Agora você já sabe como usar o Google Analytics e alguns truques simples, mas que farão com que o uso seja muito mais eficiente e objetivo. Não se esqueça de explorar todas as outras opções, que são muitas, e também de utilizar os filtros ao máximo para gerar conclusões relevantes para o seu website. Ficou com alguma dúvida? Então comenta que ajudamos você.

Esse post foi escrito por Patricia Guaragna Souza Sperk da Kinghost.

Sobre o autor dessa postagem

We Do Logos

Um pouco de Marketing, Design, Empreendedorismo e muita Inovação é o que você vai ver por aqui! Boa Leitura