marketing de experiência

Conheça o marketing de experiência e como usá-lo em seu negócio

19 novembro, 2017 3:02 pm | Criado por | sem comentários | 3 semanas

O marketing de experiência consiste em despertar conexões emotivas com os clientes e têm sido uma das principais estratégias das marcas que desejam criar fortes laços com seu público. Através do marketing de experiência é possível ir muito além do simples objetivo de vender produtos ou serviços, mas se tornar uma referência em sua área e contribuir até com a própria qualidade de vida dos consumidores.

Atualmente, as marcas precisam se comunicar diretamente com o público, que através da comunicação facilitada pelo advento da internet, por exemplo, deixa suas impressões e opiniões sobre a qualidade dos produtos ou serviços, o atendimento realizado pela marca, dentre inúmeras outras informações.

Faz parte também do marketing de experiência, interagir de forma positiva com esses consumidores que deixam suas percepções nas páginas da web, em redes sociais.

A empresa precisa se mostrar disponível para sanar possíveis problemas ou, até mesmo, responder elogios e ponderar sugestões de melhorias.

Nesta postagem, vamos passar para você o conceito de motivadores emocionais e como são usados no marketing de experiência, segundo um artigo publicado na Harvard Business Review.

Saiba mais: Inspirações para ter uma grande Ideia de Marketing

Os 8 motivadores emocionais e sua relação com o marketing de experiência

A forma como os motivadores emocionais são abordados pode ser determinante para o sucesso de uma marca.

Indo além do relacionamento direto entre marca e clientes, é fundamental a realização de pesquisas e estudos para determinar os coeficientes emocionais do público para alinhar as estratégias de marketing de experiência, principalmente quando se trata de shopper marketing, isto é, o desenvolvimento de motivações no ponto de venda para influenciar o comportamento dos consumidores.

Assim, as marcas devem se posicionar de forma a que seus consumidores entendam que ao se relacionar com elas estão vivenciando experiências que realmente traduzem o seu jeito de ser.

Pra isso, o uso desses motivadores são considerados de alto impacto e podem ser classificados da seguinte forma:

Os 8 motivadores emocionais do marketing de experiência:

  1. Ser diferente da maioria
  2. Confiar no futuro
  3. Desfrutar de uma sensação de bem-estar
  4. Ter a sensação de liberdade
  5. Sentir prazer
  6. Ter a sensação de aceitação
  7. Proteger o meio ambiente
  8. Ser a pessoa que quero ser

Veja, agora, uma descrição de cada um deles:

1- Ser diferente da maioria

O consumidor sente a necessidade de ser diferente da maioria, sentir-se exclusivo. Para esse perfil, as marcas precisam desenvolver um marketing de experiência que lhes proporcione a sensação de serem os únicos a possuir os produtos ou serviços desenvolvidos.

O cliente precisa sentir que faz parte de um grupo social seleto.

A Apple sempre usou este tipo de posicionamento.

2- Confiar no futuro

O cliente procura itens capazes de mostrar um futuro promissor, melhor que seu presente ou passado.

Nesse âmbito, as marcas precisam desenvolver campanhas motivacionais, visando impulsionar o cliente para um futuro positivo, incluindo seu produto ou serviço como parte desse novo período que chegará.

A marca de uísque Johnnie Walker e seu slogan keep walking traduzem perfeitamente essa experiência.

3- Desfrutar de uma sensação de bem-estar

Esse perfil de cliente precisa sentir que a vida preenche suas expectativas e que é possível atingir o equilíbrio, com qualidade de vida, sem estresses ou riscos.

Para atender de forma satisfatória esse público, a marca precisa mostrar que ela pode ser um fator decisivo para o alcance dessa plenitude, criando um marketing de experiência que passe a sensação de transformar positivamente um momento ou toda uma realidade.

O supermercado Pão de Açúcar explorou com maestria esse conceito com sua famosa frase: lugar de gente feliz.

4- Ter a sensação de liberdade

Para quem tem a necessidade de se sentir livre, sem compromissos e obrigações, o marketing de experiência precisa focar em mostrar que a escolha por sua marca é essencial para alcançar esse sentimento.

Mostre que o cliente pode escolher entre sua marca ou outra, e essa já é uma maneira de desfrutar a liberdade, mas sua, realmente proporciona isso.

A Harley-Davidson, por exemplo, é uma marca deste tipo.

5- Sentir prazer

Consumidores viscerais buscam encontrar o prazer e satisfazer suas vontades. Uma boa estratégia pode ser planejar eventos capazes de provocar sensações, com o fornecimento de amostras ou até mesmo experiências mais intensas, como a criação de festivais de música, por exemplo.

Os eventos associados a marca Skol Beats seguem essa tendência de marketing de experiência.

6- Ter a sensação de aceitação

Fazer parte de um grupo é extremamente importante para inúmeros consumidores, mas, mais que isso, esse perfil de cliente busca ser aceito pelo grupo em que está estabelecido.

O Marketing de experiência tem a função de fazer com que essa busca seja atendida com o auxílio da marca. Criar conteúdos e eventos que unam pessoas com os mesmos interesses é fundamental para engajar esse público.

A bandeira de cartões de crédito American Express consegue proporcionar este tipo de sensação para diferentes perfis de clientes, coms seus cartõe Gold, Platinum e o exclusivíssimo Black.

7- Proteger o meio ambiente

Pessoas ambientalmente engajadas buscam referências de sustentabilidade nos itens que consomem.

Ao notar que o público da sua marca possui esses ideais é fundamental enaltecer essas características, quais são as medidas da empresa que contribuem com a preservação ambiental e como a marca está trabalhando para criar um mundo cada vez mais sustentável.

Não poderíamos deixar de citar a Natura como especialista em proporcionar essa experiência a seus clientes.

8- Ser a pessoa que quero ser

Seu público pode apresentar a necessidade de aperfeiçoamento contínuo, buscando sua auto imagem ideal.

Faculdades, escolas de cursos técnicos dentre outros formatos de centros educacionais, por exemplo, normalmente possuem esse apelo na linguagem utilizada em seu marketing de experiência.

Academias de ginástica e esportes também podem possuir esse tipo de abordagem, mostrando pessoas que frequentam esses ambientes como uma projeção do que o possível novo cliente pretende se tornar.

Nike: just do it. Em outras palavras: use nossa marca, seja você mesmo e consiga o que quer.

Veja também: Confira como diferentes tipos de inovação podem ajudar nos negócios

Para pôr o marketing de experiência em prática, faça pesquisas e interaja com pessoas que já sejam seus clientes para entender quem é o seu público.

Trace suas personas para entender qual impulso sentimental as leva a adquirir seu produto ou serviço. A partir dos resultados das análises, planeje a melhor linguagem para conversar com possíveis clientes, além de idealizar ações que tenham a ver com a personalidade dos possíveis clientes.

We Do Logos

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.