O que é NPS

15 janeiro, 2016 10:19 am | Criado por | sem comentários | 2 anos

Conseguir converter um lead em cliente nem sempre é uma tarefa fácil. Normalmente há a necessidade de contornar objeções, dar exemplos de clientes e mostrar produtos ou soluções que sua empresa já colocou no mercado. Por isso todo vendedor sabe que o melhor lead que tem é aquele que vem de indicação de alguém que já é cliente, pois esse lead já recebeu um aval de alguém, assegurando o seu bom trabalho.

A melhor forma de conseguir fazer com que isso aconteça é manter o bom relacionamento com o cliente. Uma das melhores formas de conseguir mensurar esse nível de relacionamento é por meio do Net Promoter Score.

No post de hoje vamos explicar o NPS na prática, bem como seus conceitos e as melhores formas de aplicá-lo.

O que é o NPS

Como foi dito, o NPS é um método simples de avaliar o relacionamento com o cliente. Ele é basicamente uma escala de 0 a 10 com uma pergunta “Numa escala de 0 a 10, quanto você indicaria a nossa empresa?”.

As respostas dessa pergunta irão resultar em 3 perfis do seu público: Os Promotores, os Neutros e os Detratores.

  • Promotores (promoters): são aquelas pessoas que marcaram 9 ou 10. Essas pessoas provavelmente irão recomendar a sua empresa ou o seu produto para seus amigos.
  • Neutros (passives): São aqueles que avaliaram sua empresa com a nota 7 ou nota 8. Eles gostam de você, mas não o suficiente para te indicar para outras pessoas.
  • Detratores (detractors): São aqueles que deram nota 6 ou menos. Além de não gostar do seu produto, ele vai denegrir a sua imagem para os seus conhecidos.

NPS

Como calcular o NPS na prática

Calcular o NPS é bem simples. Vamos supor que você enviou o questionário para sua base de clientes com a pergunta acima e as notas de 0 a 10 e foram obtidas 100 respostas, sendo:

  • 50 promotores. Notas 9 ou 10
  • 40 neutros: Notas 7 e 8
  • 10 Detratores: notas de 0 a 6

O cálculo seria: (promotores – detratores)/(total), ou no nosso exemplo: NPS =  (50-10)/100. Ou seja, seu NPS seria de 40%.

É importante ressaltar que o número de neutros só é considerado no denominador da fração (total). Mas o que fazer se você tem 1000 clientes e só 100 responderam?

O mais prudente é desconsiderar aqueles que não responderam, pois em muitos casos, seu e-mail pode ter caído como spam ou acabou passando despercebido.

Como aplicar o NPS

A melhor forma de aplicar o NPS depende muito da sua empresa. A grande maioria das vezes ela é executada por meio de formulários enviados via e-mail marketing, utilizando ferramentas como a Tracksale.

Caso o produto da sua empresa seja uma plataforma on-line (um software por exemplo), você pode utilizar widgets. Além disso é interessante oferecer algum tipo de benefício para que seus clientes vejam e respondam a avaliação, de forma que se sintam premiados pelo tempo que eles dispuseram para responder sua pesquisa.

Testes A/B são muito recomendados para saber qual tipo de ação tem a melhor taxa de conversão e consegue mais respostas.

O NPS é uma forma fácil e barata de saber se seus clientes estão indicando a sua empresa e é o principal indicador mundial para saber a satisfação do cliente. Fazer esse tipo de ação frequentemente pode ajudar a organização a melhorar o relacionamento com os clientes e conseguir ser mais lucrativa no longo prazo.

Gostou do nosso post e quer saber mais sobre a experiência do cliente? Não deixe de assinar nossa newsletter!

Esse post foi escrito pelo Tomás. Ele é CEO na Tracksale, empresa referência no Brasil para Gestão de Satisfação de Clientes, atendendo mais de 500 empresas no Brasil. Especialista em Net Promoter Score. Dúvidas? Entre em contato: tomas@tracksale.co

 

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.

Comentários estão fechados.