Como montar um blog: 7 dicas para o sucesso

24 fevereiro, 2016 5:17 pm | Criado por | sem comentários | 2 anos

Uma estratégia de marketing de conteúdo precisa, necessariamente, de um espaço para a postagem do material que é produzido pela sua equipe. É exatamente por isso que criar um blog é um passo muito importante para garantir o sucesso da sua empreitada.

Criar um blog é uma tarefa que vem se tornando cada vez mais fácil e intuitiva. Ainda assim, é bom contar com algumas dicas que vão te ajudar a deixá-lo mais próximo do que você deseja.

Por isso, separamos algumas dicas essenciais para te ajudar a entender melhor como montar um blog. São ações simples que às vezes esquecemos de levar em consideração, mas fazem toda a diferença no resultado final. Confira:

A importância de se criar um blog

Às vezes, alguns de nossos leitores se perguntam porque não postar conteúdo diretamente nas redes sociais. A resposta é bem simples: porque o blog, além de ajudar a centralizar e organizar o seu conteúdo, ajuda também a aumentar o tráfego orgânico do seu site.

A própria estrutura do blog já é algo voltado para a distribuição e fácil acesso às mais diferentes informações, onde o visitante pode conhecer mais sobre um conjunto de informações ligadas ao universo da sua marca através de posts, categorias, links internos, banners e sistema de pesquisa.

Ao criar um blog, você terá como distribuir seus materiais nos mais diversos canais (e-mail marketing, redes sociais) sem, com isso, perder o controle sobre o número de acessos.

Ou seja: você, em vez de repostar diversas vezes o seu material, vai criar links que levam o público sempre a uma mesma fonte – o seu site.

E lá, ele poderá não apenas ler um único artigo, mas também ter fácil acesso a outros conteúdos. Dessa forma, ficará mais fácil transformar visitantes em leads, que, por sua vez, poderão virar parte da sua clientela.

Vale a pena ver também: como a We Do Logos aumentou em 138% sua captura de leads.

Portanto, vamos às dicas para que você saiba como montar um blog para a sua marca, obtendo o maior sucesso possível com ele:

1. Conhecer as plataformas disponíveis

A primeira questão é saber que existem plataformas gratuitas e pagas, às vezes parte da mesma empresa, que oferecem versões free com a possibilidade de upgrade.

Geralmente as plataformas gratuitas oferecem a chance de você hospedar o seu conteúdo dentro do site deles, deixando a URL do seu blog mais ou menos assim: www.meublog.nomedaplataforma.com.

As plataformas mais populares para criar um blog são WordPress e Blogger (da gigante Google), muito embora existam outras que também vêm chamando a atenção no mercado, como Wix, Tumblr e Weebly.

Antes de decidir, você deve pesquisar qual plataforma é a mais adequada para a sua ideia de blog, considerando as funcionalidades, acesso a versões mobile (smartphones, tablets), visualização em diferentes navegadores, facilidade para gerenciar postagens… Na dúvida, talvez seja interessante consultar a própria equipe que montou e/ou administra o seu site para ter uma opinião mais técnica.

2. Decidir o nome do blog

O nome do blog é a primeira chance que a pessoa tem de chamar atenção do leitor, e decidi-lo é uma das tarefas mais importantes para quem está criando seu site. Por isso, é extremamente importante pensar em nomes bons e eficientes para sua página. É recomendado que o nome tenha a ver com os assuntos abordados no blog, ou com a pessoa que escreve.

Lembre-se que, uma vez decidido, será muito difícil se desvincular do nome escolhido. Por essa razão, não tenha pressa para descobrir qual será o nome perfeito para o investimento.

Na hora de escolher o domínio e o endereço, ainda é preciso levar algumas coisas em consideração. Por exemplo, não escolha um nome que seja muito difícil de ser lembrado. De nada adianta fazer um site cujo nome seja uma referência no grego sobre algo que seu avô fez quando você era pequeno, se a pessoa que vai ler o seu blog não conseguir se lembrar ou pronunciar aquela palavra. Termos com muitas consoantes ou vogais em sequência também podem não ser a melhor ideia para nomes de site.

Lembre-se: o objetivo principal deste nome é ser uma ferramenta fácil para a identificação da sua página, e será parte inseparável de sua identidade.

3. Investir na arquitetura e no design

Design e arquitetura são duas áreas que costumam caminhar juntas quando o assunto é criar um blog. A arquitetura da informação é a parte responsável pela estrutura do site, ou seja, como a informação será distribuída e como melhorar a usabilidade para que os visitantes possam aproveitar ao máximo a visita.

Já o design diz respeito à parte visual do blog e está relacionado a imagens e ícones, e deve ser o principal componente na hora de criar uma identidade visual para sua página.

O papel de ambos (design e arquitetura) é fazer com que seu conteúdo possa ser visto e percebido com o melhor formato possível, ou seja, tornar todo o esforço empreendido na hora de criar cada postagem perceptível no aspecto visual do seu blog.

4. Definir o tema do blog

Não adianta criar um site sobre um assunto que não domina, não é verdade? Definir quais serão os temas abordados em seu blog é um passo fundamental para que ele se torne bem sucedido.

Tenha certeza de escolher assuntos que gosta, domine e tenha interesse em descobrir mais sobre. Apenas assim você conseguirá manter a página atualizada, sem que esta atividade se torne um peso com o passar do tempo.

5. Planejar as postagens

Também não adianta criar um blog e não fazer updates frequentes. O poder do marketing de conteúdo está em criar materiais relevantes e publicá-los de forma constante. Como alguém irá acompanhar suas postagens se não sabe com qual frequência a página é atualizada?

Por isso, é importante investir na criação de um calendário editorial para poder garantir que os visitantes sejam sempre recebidos com novidades. Uma boa ideia é disponibilizar esse calendário para seus leitores, para que eles saibam em quais dias sairão textos sobre temas que gostam de ler.

Planejar as postagens também significa aprender a usar as palavras-chave para criar conteúdos sob medida para o público em cada etapa do seu funil de vendas.

6. Não se esquecer do SEO

O SEO é uma das principais ferramentas que garantem maior acesso a uma página, uma vez que ele se relaciona diretamente com o seu rankeamento em mecanismos de busca, como o Google.

Para que criar um blog seja um investimento com ótimos retornos, além de garantir uma audiência para as suas postagens, é preciso saber usar as melhores práticas de SEO, ou seja, a otimizar seu site para que ele seja encontrado mais facilmente.

Dessa forma, você ajuda o seu blog a obter um melhor posicionamento nas pesquisas orgânicas, o que o fará com que tenha mais acessos.

7. Traçar objetivos, metas e estabelecer KPIs

Todo o esforço de se criar um blog para a sua marca só se justifica se você puder mensurar e quantificar os resultados obtidos, tendo, assim, uma noção clara de qual está sendo o retorno sobre o investimento.

Caso contrário, você fica sem saber se os custos envolvidos valem mesmo a pena e como fazer para que o seu blog ajude você a vender mais e melhor.

Por isso, não deixe de criar objetivos e traçar metas factíveis (possíveis de serem alcançadas de acordo com os seus investimentos) em curto, médio e longo prazo. Para conseguir traçar esses objetivos, é imprescindível fazer um estudo do alcance de sua página nos últimos meses, bem como uma relação do quanto ela cresceu durante um determinado período, por exemplo.

Não se esqueça também de testar e eleger o conjunto de KPIs (indicadores de performance) mais adequados para a te ajudar a medir esses resultados!

8. Estudar e inovar sempre

O marketing digital é algo que está em constante evolução. Não existem formatos únicos e fechados ou receitas que devem ser sempre seguidas à risca. O que funcionou ontem, talvez não funcione mais hoje.

Na verdade, muitas das inovações da área surgem da experimentação. Por isso, nunca deixe seu blog ficar engessado. Estude e se mantenha sempre informado sobre como fazer dele algo novo e excitante para você, para a sua equipe e, é lógico, para o seu público-alvo.

Neste sentido, analisar técnicas usadas por páginas que têm o mesmo tema que a sua pode ser uma boa tática para ter êxito na internet. Veja quais foram as estratégias tomadas por elas, o que funcionou e pense em como pode implantar estas artimanhas para o marketing de seu site.

9. Utilize as redes sociais

Hoje em dia, quem não usa o Facebook ou o Twitter para se comunicar? Uma página na internet precisa de redes sociais divulgando seus textos. A criação de fanpages e contas oficiais em mídias sociais é essencial para quem deseja divulgar seu conteúdo.

Nos dias atuais, comentar em outras páginas com aquele “dá uma olhadinha no meu blog?” já é coisa do passado. Pensando nisso, as postagens nas redes sociais chegaram para suprir essa necessidade de marketing.

Aposte em postagens que possam se tornar virais e tenham a capacidade de se difundir amplamente pela rede.

10. Teste, avalie e não tenha medo de errar.

A experiência, quando planejada e posta em prática com cuidado, leva ao aprendizado. Após um certo período, pare para analisar todas as medidas que já tomou para que sua página crescesse. Quais funcionaram? Quais nem tanto? Fazendo uma autocrítica, será possível entender e estabelecer padrões para o futuro.

A partir desse nosso conjunto de dicas, você não apenas pode criar um blog, mas também ter a certeza de que ele servirá como uma ótima ferramenta para que você melhore os resultados da sua marca.

Viu como montar um blog não é nada difícil? Com estudo e trabalho, tudo pode ser bem executado. Se você gostou deste post, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Sobre o autor dessa postagem

Gustavo Mota

Fundador e CEO da We Do Logos, 35 anos, formado em design gráfico, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC. Trabalha com internet há 17 anos. Possui larga experiência em soluções online e fundou uma das primeiras plataformas brasileiras de crowdsourcing, a We Do Logos. Apaixonado por empreendedorismo, é professor de inovação e planejamento, é mentor de startups, consultor do Sebrae/RJ, colaborador e palestrante da Endeavor além de mentor e palestrante de diversos eventos em todo Brasil como o Startup Weekend, Semana Global de Empreendedorismo, Semana do Micro Empreendedor e Feira de Empreendedorismo.

Comentários estão fechados.