4 dicas imperdíveis para construir uma marca forte

Olá Empreendedores,

Ter uma marca forte não é exclusividade das grandes empresas. Você sabia que cuidado com a imagem do negócio ou do produto pode tornar sua empresa reconhecida e trazer vantagens competitivas? A marca deve comunicar a promessa da empresa ou do produto, seus diferenciais em relação à concorrência e o que a torna especial e único. Mas como transmitir isso tudo pela sua marca? 

Estudos comprovam que uma marca forte que transmite confiança agrega mais valor a empresa ou produto, possibilitando até mesmo que o produto seja vendido por um preço mais alto. Além de que, esses fatores são decisivos no momento de atrair clientes, realizar vendas e firmar contratos.

 

 

Por isso separamos para vocês, 4 dicas infalíveis para ter uma marca forte:

1. Faça pesquisa de mercado 
Quando falamos em pesquisa, não significa uma pesquisa extensa com milhares de pessoas. Converse com 50 ou 100 pessoas que você identifique como público-alvo. Ao identificar as tendências e as preferências desses consumidores, a empresa pode gerenciar sua imagem de forma ativa. Por exemplo, em eventuais mudanças no mercado, quem estiver atualizado em relação às novidades estará um passo à frente da concorrência. Essa pesquisa deve ser feita pela própria empresa, que pode utilizar redes sociais, aplicativos específicos, grupos de discussão com consumidores, estudos prévios e até a lista de e-mail. O importante é dialogar com pessoas para as quais o produto ou serviço seja relevante e entender o que é importante para eles.

 

2. Defina estratégia, posicionamento e atributos

A estratégia envolve o registro de crenças, valores e visão de futuro da empresa. Defina o que a empresa ou o produto é hoje e o que gostaria de ser, como quer ser percebido e qual será o caminho para chegar na sua visão.  O posicionamento deve ser o resumo da promessa do produto ou do serviço, deve deixar claro o que a empresa faz e quem é o seu público. Escolha algumas palavras que definam sua empresa, seu posicionamento e aplique-as em todo seu material de comunicação, por exemplo, o refrigerante Kuat é uma marca voltada para jovens, sua linguagem desde posts no Facebook e propagandas são muito descontraídos, irreverentes, sempre procurando falar a mesma língua que seus maiores consumidores: jovens adolescentes. E também temos os atributos, que são características que o empreendedor deve listar. Muitos atributos podem ser percebidos também no dono do negócio, pois eles acabam transparecendo em suas atividades na empresa. Existem os atributos qualificadores, que são obrigatórios para que uma empresa permaneça no mercado, como ética e confiabilidade; e os atributos diferenciais, que permitem se diferenciar da concorrência.

 

3. Desenvolva a identidade

Mesmo depois de definida, a marca não deve ser aplicada de forma inconsciente nos materiais da empresa, a identidade verbal e visual precisam ser desenvolvidas. Mas qual a diferença? Identidade verbal é a mensagem que vai orientar o discurso da empresa, seja no atendimento ou na publicidade. Ela precisa ser organizada, com mensagens-chave para cada público – clientes, funcionários, fornecedores e assim por diante. Já a identidade visual é o carro-chefe da marca, o que chamamos comumente de Logo. Envolve linguagem, tipografia, cores, estilo, grafismos, etc. Ela deve ser exclusiva, a ponto de qualquer pessoa identificar um material da empresa, mesmo que a marca não esteja totalmente exposta.

 

4. Aproveite as possibilidades baratas de marketing
Blogs: são uma forma de o público interagir com a empresa e uma ótima plataforma para disseminar seus valores e transmitir seus diferenciais. Escreva sobre o que você sabe, se o seu negócio é um restaurante, nada mais justo do que falar sobre receitas exclusivas, dicas de harmonização de comida, entre outros.

Publicações locais: O ideal seria a contratação de jornalistas freelancers ou de uma assessoria de imprensa para chegar a veículos de comunicação que cubram a localidade onde a empresa está baseada. Mas dependendo da cidade, você mesmo pode entrar em contato com os jornais e contatar jornalistas. Lembre-se que para virar notícia você deve ter um diferencial que seja interessante para  público geral, senão vira publicidade né?

Fidelidade e depoimentos: como o boca a boca é gratuito e será sempre uma das ferramentas mais poderosas de marketing, a empresa pode criar programas de fidelidade como estratégia e também publicar o depoimento dos clientes satisfeitos em sua comunicação (redes sociais, posts em blogs, etc)

 

Fonte: Pequenas Empresas e Grande Negócios/ Economia Uol

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *