Descubra tudo o que precisa para fazer a Persona ideal

Conhecer o cliente ideal é essencial para qualquer empresa que deseja se expandir e otimizar suas ações com foco em seus consumidores.

Em um ambiente de ampla concorrência como o que vivemos hoje, em que cada vez mais os e-commerces se expandem, a melhor maneira de se diferenciar no mercado é através da personalização de conteúdos, produtos, serviços e experiências, de modo que seu público se sinta valorizado.

E a única maneira de fazer isso bem é conhecendo o seu cliente a fundo!

São várias as maneiras que encontramos de saber mais sobre os consumidores, como investigar seu comportamento de compra e mapear suas interações com a empresa. Contudo, nenhuma estratégia é tão completa e útil quanto a Persona!

Venha entender como essa ferramenta te ajuda a compreender seu público e otimizar sua empresa para ser customer centric. Boa leitura!

O que é Persona?

Tenho certeza que você tem um melhor amigo e que o conhece muito bem. Sabe seus gostos, preferências, e por isso consegue escolher um presente de aniversário perfeito para ele, certo?

Imagine o quão incrível seria ter um melhor amigo para a sua empresa? Pois bem, é exatamente isso que a Persona propõe.

Representando o seu cliente ideal, a persona funciona como um guia que descreve em detalhes todas as características pertinentes dos seus consumidores, como necessidades, dores, entre outros, tudo concentrado em um único personagem fictício.

Para entender melhor, pense nela como sendo um cliente que está 100% do tempo disponível para responder todas as suas perguntas e solucionar suas dúvidas. 

Por ser feita com base em dados reais do público, a persona não só é muito confiável, como também é totalmente personalizada para as necessidades de cada empresa. Isso significa que nunca existirão duas personas iguais, pois, ainda que elas representem o mesmo nicho de mercado, cada marca trará as características específicas de seus clientes para a sua construção.

A grande vantagem de se ter esse cliente ideal para a sua empresa é a facilidade e assertividade que a ferramenta é capaz de trazer para a implementação de estratégias.

Se você conhece minimamente sobre marketing digital, já deve ter se deparado com alguma estratégia que pedia por informações sobre o público. Aproveitamos para dar uma dica: técnicas que pedem por essas informações têm muito mais chances de serem bem sucedidas.

Continuando, se a cada nova estratégia tivesse que estudar seus clientes e recolher novos dados, esse processo demoraria muito. Para otimizar seu tempo, esforço e gastos, a persona chega como a solução dos problemas, já que contempla todas essas informações em um único lugar.

O que costuma acontecer com frequência é que esse conceito de cliente ideal acaba se confundindo com o conceito de público-alvo. Para que possa diferenciá-los bem, vamos te mostrar suas definições.

Qual a diferença entre Persona e público-alvo?

Para que possamos entender bem a diferença entre a persona e o público-alvo, vamos pensar em um exemplo prático. Imagine que estamos em busca de encontrar esses dois pontos em relação a um restaurante de comida italiana.

Para tal, duas opções foram encontradas para representar o público:

  • Opção 1:

Homens e mulheres, entre 25 e 40 anos, que moram na cidade de São Paulo. Eles se interessam por gastronomia e seus principais hobbies são leitura e praticar esportes.

  • Opção 2:

Joana é uma mulher de 32 anos que mora na Vila Prudente em São Paulo. Ela é uma jornalista que ama descobrir novas culturas, especialmente novas culinárias. Ela passa o seu tempo livre junto com o marido praticando vários esportes, principalmente vôlei, e adora sair para jantar com ele depois de um dia de treino. O casal está sempre em busca de boas experiências gastronômicas, e por isso são abertos a conhecerem novos restaurantes.

Ainda que sejam definições bem rasas, apenas para o nosso exemplo, qual deles é o público-alvo e qual é a persona?

Se você disse que a opção 1 era o público-alvo, está correto!

Perceba que o que diferencia essas duas estratégias para conhecer os clientes é sua especificidade. Enquanto o público-alvo é mais abrangente e passa uma ideia de quem são os consumidores, a persona é muito mais específica e conta em detalhes quem é esse consumidor.

Essas são ferramentas que andam de mãos dadas, pois não há persona sem público-alvo e visse e versa. Por esse motivo, encontre ambas as opções para a sua marca, para que tenha o conhecimento completo de seu cliente.

Como fazer uma persona em 3 passos?

Agora que já temos todo o embasamento teórico que precisamos, podemos adentrar de cabeça em como fazer personas!

Antes, precisamos apenas ressaltar um ponto.

Dificilmente uma empresa terá apenas uma persona, pois seu público costuma ser muito abrangente, dificultando resumir os consumidores em uma única personagem. Porém, ter muitas personas também não é interessante, pois a ferramenta perde o seu propósito de otimização.

Por isso, aconselhamos que escolha de 2 a 4 personas para trabalhar em sua empresa, deste modo consegue abranger os seus clientes sem comprometer os benefícios de se ter uma persona.

Sem mais delongas, é hora de aprender a criar o seu cliente ideal!

Colete dados

O primeiro passo para construir uma boa persona é buscar a maior quantidade de dados possíveis sobre seus clientes.

As opções para essa coleta são muitas e você escolhe a que prefere, mas para que tenha de onde começar, indicamos ou o uso de entrevistas com seus consumidores ou o uso de bancos de dados online.

Ferramentas como Google Analytics e Facebook Insights são ótimas opções para essa coleta.

Preencha a Persona

Com os dados em mãos, é hora de analisá-los e preencher sua tabela de persona.

É nesse momento que você verá a necessidade de ter um, dois ou três clientes ideias, pois ao analisar os dados de perto, conseguirá identificar os padrões e é a partir deles que a persona se constrói.

Por existirem muitos templates de persona por aí, onde cada um diz uma coisa, separamos as informações principais que sua persona não pode deixar de ter.

  • Nome
  • Idade
  • Localização
  • Storytelling
  • Necessidades
  • Dores
  • Objetivos
  • Marcas que mais admira
  • Canais de comunicação que mais usa
  • Objeções a sua empresa

Revise

Uma vez que sua persona foi preenchida, ela está pronta! Mas isso não quer dizer que o trabalho acabou.

Uma boa persona é aquela que pode ser plenamente confiável e, assim como qualquer pessoa, esse cliente ideal também evolui e se modifica junto com os consumidores. Para que possa manter sua veracidade, é preciso que, periodicamente revise sua persona e atualize seus dados.

A frequência que fará isso pode variar de acordo com a necessidade de cada empresa, mas indicamos que repita o processo ao menos uma vez ao ano.

Conclusão

Encontrar a persona ideal da sua empresa significa ter acesso a informações únicas sobre os seus clientes e conseguir otimizar sua marca o melhor possível para eles.

Agora que sabe como fazer isso do início ao fim, não perca a oportunidade de conhecer seu público e oferecer a ele o que realmente deseja através dessa ferramenta!

Antes de começar a pôr a mão na massa, apenas não se esqueça de nos contar o que achou deste conteúdo. Vamos adorar saber a sua opinião!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.