Acabamento para cartão de visita: saiba como escolher o seu!

Cartões de visita são muito populares entre profissionais de todas as áreas. Seu pequeno formato é ideal para transmitir a primeira impressão sobre o trabalho desenvolvido pela pessoa, e existem técnicas edesigners especializados em produzir os melhores cartões de visita para cada ocasião.

Mas apenas a arte não basta: um acabamento extra é essencial para destacar seu cartão dentre os demais. Descubra, neste artigo, como escolher o melhor acabamento para cartão de visita de acordo com sua arte e com o seu orçamento!

Mas por que usar um acabamento diferenciado?

Muitas vezes, pequenos empresários e profissionais liberais contam com um orçamento restrito e podem fazer esse questionamento. Aplicar acabamentos em produtos gráficos, embora pareça caro e dispendioso em um primeiro momento, é um investimento que traz inúmeros retornos positivos, como o reforço estético e a proteção contra intemperismos (água, poeira, gordura).

Esse tipo de cuidado proporciona ao produto uma qualidade superior, e faz com que ele chame mais atenção e seja mais durável. Afinal, seu negócio é especial e merece um cartão de visitas diferenciado, não é?

Quantos tipos de acabamento existem?

São inúmeros os acabamentos utilizados na indústria gráfica, mas para cartões de visita os mais usados são: verniz total, verniz localizado, laminação (fosca ou brilho), hot stamping, relevo, furo, cantos arredondados e facas de corte especiais. Cada um tem um preço e uma complexidade diferente, e para te ajudar a escolher um tipo de acabamento, explicamos todos eles em detalhes. Confira:

Verniz total

Esse acabamento conta com uma camada de verniz (uma espécie de “tinta” transparente) aplicada sobre todo o impresso, conferindo brilho e proteção ao papel. O resultado estético é muito apreciado. Por ser relativamente comum e de fácil acesso, é um acabamento mais barato.

Verniz localizado

O material utilizado é o mesmo do processo anterior, mas, na aplicação localizada, apenas uma parte do impresso é coberta por verniz — por meio do processo de serigrafia. Geralmente esse acabamento é usado para destacar o logo da empresa. Por não cobrir toda a área (sendo usado, quase sempre, em conjunto com a laminação fosca) e necessitar de aplicação especial, é consideravelmente mais caro que o verniz total.

Laminação brilho

Aqui, o impresso é enviado a uma máquina especializada, onde recebe a aplicação de um filme plástico, em uma ou em ambas as faces. Em seguida, esse filme é fixado por meio de adesivos e de calor. Esse processo aumenta bastante a durabilidade do produto e confere a ele um efeito brilhante — embora seja menos atraente do que o brilho proporcionado pelo verniz. Sua vantagem é o baixo custo.

Laminação fosca

Embora utilize os mesmos equipamentos do processo de laminação brilho, a fosca não possui esse destaque visual. Sua grande vantagem é a sensação aveludada ao toque. É usada para proteger o impresso e usualmente é combinada à técnica de verniz localizado. Esse tipo de acabamento é um pouco mais caro.

Hot Stamping

O acabamento em hot stamping não utiliza tinta, mas um material sintético que, ao ser pressionado contra o impresso por um metal quente, deixa uma camada de aspecto metalizado. Essa técnica é ideal para pequenos detalhes, e é um acabamento que chama a atenção para a arte do cartão. Com a popularização e o barateamento dos processos gráficos, essa é uma técnica cada vez mais requisitada por clientes que desejam um toque de classe.

Relevo

Esse acabamento pode ser feito de duas formas: o relevo seco, em que duas matrizes (matriz e contra-matriz) prensam o suporte, criando áreas em alto e baixo relevo, sem o uso de tinta, e o relevo americano, em que um pó especial é transformado em tinta por meio de aquecimento, criando um alto relevo quando solidificado. Em ambas as técnicas, o objetivo é destacar itens como o logo ou o nome impresso no cartão de visitas. É importante notar, no entanto, que essa técnica não cria uma camada protetora contra fatores do ambiente.

Bordas arredondadas

Além do refile (corte padrão que é feito nos cartões), é possível cortar as bordas de forma a ficarem arredondadas a um custo baixíssimo. Esse corte facilita o manuseio do cartão e cria um interessante efeito visual. O número de bordas a arredondar é totalmente flexível, criando várias possibilidades estéticas.

Furo

Normalmente utilizado em etiquetas e tags, o furo pode ser uma ferramenta interessante, dando um aspecto totalmente diferente do habitual. Trata-se de uma perfuração em local específico no suporte.

Faca de corte especial

Nesse processo, é criada uma faca de formato específico para o cartão do cliente, criando formas interessantes e diferentes do padrão retangular. A criatividade é virtualmente ilimitada: um dos usos mais comuns é na fabricação de cartões pop-up, que geram formas em três dimensões quando abertos. O ponto fraco dessa técnica é o custo: moldar uma faca de corte para a produção de uma única série de cartões exige bastante do bolso do cliente.

CTA15-Blog2016-600x200px-logo-e-cartao-001

Qual acabamento para cartão de visita escolher?

Aqui, vários fatores estão em jogo: tiragem, público-alvo, locais de distribuição e orçamento. Um cartão de visitas a ser usado para ampla divulgação, por exemplo, precisa ser produzido em larga escala, e teria altíssimo custo se utilizasse acabamentos mais nobres, como o verniz localizado com laminação fosca. O mesmo não pode se dizer para um cartão destinado a um público seleto e de tiragem limitada. Nesse caso, compensa (e muito) investir em acabamentos que proporcionem elegância e proteção ao seu impresso, e é possível considerar o uso de uma faca de corte especial.

Caso seu impresso seja destinado a locais expostos à luz, poeira e gordura, é recomendável usar a laminação brilho, em função de ser um processo barato e eficiente que oferece mais proteção ao papel do que o verniz, por exemplo. A arte também tem que ser considerada: é a partir dela que vão ser definidos os pontos de utilização de hot stamping ou de relevo. Sendo assim, combinar arte e acabamento é fundamental para a excelência estética.

Neste artigo, passamos pelos tipos mais comuns de acabamento para cartão de visita utilizados na indústria gráfica, esmiuçando seus detalhes, objetivos, pontos fortes e fracos. Com essas informações, fica mais fácil decidir que tipo de técnica escolher, garantindo a boa recepção do seu cartão entre potenciais clientes. Caso ainda tenha dúvidas, procure auxílio de um designer ou de uma gráfica, que podem te dar dicas específicas para o seu caso.

Você conhece mais alguma vantagem de cada técnica de acabamento? Deixe um comentário!