Qual o melhor material para o meu modelo de embalagem?

Se sua marca ou empresa possui um produto específico, você com certeza já gastou grande parte de seu tempo aprimorando a qualidade da fórmula e tudo o mais que possa agregar valor ao seu produto. Mas não é só o produto em si que é valorizado diante dos olhos de seus consumidores – o modelo de embalagem escolhido também é fundamental para o sucesso de seu produto.

Isso porque é a embalagem que vai oferecer a primeira impressão aos seus clientes. É ela que deve conter as informações básicas do item que você oferece ao mercado e encantar os consumidores sem, contudo, deixar de lado a funcionalidade.

Parece tarefa difícil? Acredite, basta escolher os elementos certos e você conseguirá um excelente resultado!

Confira abaixo nossas dicas para escolher os modelos de embalagens mais adequados para os seus produtos, em função dos materiais existente no mercado!

08 - eBook - Guia para criar sua id visual e divulgar sua marca-CTA-600x200px

Saiba mais: O que é design de embalagem e como usar em seu negócio

Como escolher o modelo de embalagem perfeito para seu produto

Conheça os materiais mais comuns e escolha o ideal para sua marca. E, para isso,  antes de mais nada, é preciso pensar na natureza do seu produto e no material que é mais adequado para transportá-lo.

Outra dica fundamental ao definir tipos de embalagem: conte com o auxílio de um designer de produtos competente!

Plástico:

Ideal para vários tipos de produtos, desde gêneros alimentícios até artigos de papelaria, por exemplo. A grande variedade de opções também ajuda bastante.

  • Plástico rígido: o plástico rígido ou o acrílico são excelentes opções para substituir o vidro e reduzir os custos do produto. Garrafas e caixas desse material formam excelentes modelos de embalagem e podem ser usadas até mesmo para itens mais sofisticados, como bijuterias e relógios, por exemplo.
  • Plástico maleável: mais indicado para itens alimentícios, o plástico maleável ajuda a criar um modelo de embalagem mais funcional e prático, além de ser mais facilmente transportado e manuseado. Ele é perfeito também para ser usado em modelos de embalagens mais simples, como produtos de limpeza ou o revestimento protetor de cadernos e mochilas, por exemplo.

Além disso, ele pode ser usado para criar um filme termo encolhível ao redor de alguns produtos, até com um desenho ou estampa própria.

Veja também: Embalagem para doces: dicas de design para vender mais

Vidro:

O vidro é uma matéria-prima bastante contraditória quando o assunto são modelos de embalagens. Ele possui várias vantagens e desvantagens, tendo propriedades bem específicas.

  • Prós: o vidro é extremamente prático para carregar itens variados e tem a vantagem de não comprometer a integridade química de seu conteúdo. Ou seja, ele pode ser exposto ao calor e não solta componentes no conteúdo, o que pode prejudicar o produto. Por isso, ele é perfeito para como modelo de embalagem para perfumes, bebidas alcoólicas, sucos e itens semelhantes.
  • Contras: o vidro é mais quebrável do que o plástico. Com isso, ele requer maiores cuidados na hora de ser transportado e levado para o local de venda. Afinal, é preciso itens como isopor e até mesmo uma segunda embalagem de papelão para poder garantir a segurança necessária desse modelo de embalagem. Por isso, a dica é só usar o vidro quando ele for realmente necessário, eliminando possíveis custos adicionais.

Veja mais: Embalagem para vinho: 2 cases incríveis e muitas dicas!

Papelão:

Assim como o plástico, o papelão é um material extremamente versátil. Ele pode ser usado em diferentes modelos de embalagens e tem um custo bastante interessante para o fabricante.

  • Caixas: o papel permite que você confeccione caixas de formatos e tamanhos variados para seus produtos. Isso faz com que você tenha em mãos um grande leque de possibilidades de modelos de embalagens. Uma boa opção é fazer um modelo de embalagem mais simples e tornar a caixa o grande atrativo.
  • Tetra Pak: esse modelo, que pertence a uma empresa sueca, tornou-se referência quando o assunto é embalagens para alimentos. Isso porque seus itens são, em geral, feitos a partir de um revestimento de papelão e um interior variado. Ele pode ser simples, para produtos sem recomendações específicas, ou em alumínio, para garantir maior estabilidade térmica.
  • Cópia: uma excelente forma de trabalhar com modelos de embalagens em papelão é fazer uma réplica do produto original ou de seu layout. Isso é perfeito, por exemplo, para livros, quadros. Se o seu produto tiver uma estampa ou layout específico, a dica é usar o mesmo modelo na caixa – isso por ser uma excelente ideia para canecas, por exemplo. Veja só este exemplo:

modelo de embalagem

Nesse caso, a caixa em si se torna um item de estilo e excelência em design, podendo ser usada até mesmo como acessório ou enfeite.

Confira aqui: 10 dicas para criar uma fantástica embalagem para bombom!

Case de sucesso: Restaurante Point do Macarrão!

Se você ainda não acredita no poder que a escolha dos modelos de embalagens corretos podem ter sobre o seu negócio, então confita este Vídeo Case do Restaurante carioca Point do Macarrão.

Depois que os sócios do estabelecimento decidiram refazer toda identidade visual, incluindo embalagem, cardápio, uniformes e até a fachada comercial, suas vendas aumentaram em torno da faixa de 80 %!

Assista ao vídeo com o depoimento dos proprietários desse negócio de sucesso:

E você? Não está na hora de criar uma nova embalagem para seus produtos? Que achou de nossas dicas de materiais?

Comece agora seu projeto de criação de embalagens!

CTA-Blog2016-600x200px-embalagem-alimentos

É muito rápido e fácil: você faz seu pedido de embalagem online, ou outros materiais de comunicação e marketing, como logomarca, layout de site e folder, por exemplo, e logo estará recebendo diversas artes para dar sua opinião e pedir quantas alterações quiser, até que tudo fique do jeito que você imagina.

Reparou? Esta embalagem aí de cima foi a escolhida pelo restaurante Point do Macarrão!

We Do Logos