Design – Direção, posição e espaço

Direção e posição

 

Quando falamos de direção, relacionamos um objeto à sua posição dentro de uma moldura. O que diz respeito a uma determinada forma e a estrutura ou moldura que o cerca. Quando um elemento é mal posicionado, cria uma desarmonia visual, pois cada forma possui um peso e para chegar a um equilíbrio é necessário que um lado não fique mais carregado que o outro.

 


Por exemplo, as formas abaixo têm um grande peso dentro do retângulo, já que estão concentradas em um único espaço.

 

 

Observando a imagem seguinte, sem modificar a posição da imagem acima, foi adicionado a uma terceira forma, no lado oposto. Mesmo que a imagem da direita seja mais pesada, a imagem da esquerda, bem posicionada, cria uma harmonia.

 

 

 

Espaço

Antes de determinar a ocupação espacial de uma composição é preciso levar em consideração: enquadramento, margem, contorno e sangramento presentes no projeto.

O enquadramento é a condição criada para a interpretação correta da mensagem que a imagem deseja passar, ele engloba a delimitação através de margens e contornos.

A margem faz com que o conteúdo fique restrito aos seus limites. Elas também, grandes e simétricas, deixam a imagem mais formal.
O sangramento total – quando a imagem ocupa a folha sem margem, faz parecer que a imagem é maior. Uma imagem parcialmente sangrada fica mais dinâmica e menos formal, mas dá espaço para uma legenda ou uma caixa de texto.

Porém vale lembrar que não é uma regra fixa, isso pode variar com o contexto e a mensagem a ser transferida.

 

(via)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *