Como montar uma empresa? Aprenda agora com nossas dicas!

Introdução

Quem nunca sonhou em ser o dono da própria empresa e ter a possibilidade de administrar um negócio a partir de seus objetivos, valores e formas de ver o mundo? O empreendedorismo é muito tentador e traz uma série de oportunidades e benefícios, mas não podemos nos esquecer, também, dos inúmeros desafios. Saber como montar uma empresa, cumprindo todas as etapas fundamentais e planejando a consolidação e crescimento do negócio é fundamental.

Por isso, preparamos um material completo e com dicas preciosas que vão orientar todo empreendedor no começo dessa jornada. É importante ter uma ideia bem clara do novo negócio, testando a sua viabilidade no mercado e conhecendo a fundo seus potenciais clientes e seus principais concorrentes. É necessário, também, observar fatores indispensáveis como a documentação e outros processos burocráticos, a contratação de parceiros de confiança e a definição de um plano de divulgação eficiente e coerente.

Dica: quer abrir sua empresa? Então você precisa conhecer o Guru PME.

Confira todas as nossas dicas e orientações e acerte em cheio na abertura da sua empresa!

Esboce uma ideia de negócio

Para além da vontade de ser dono da própria empresa, é muito importante que o empreendedor tenha uma ideia sólida e consistente do seu negócio. Essa necessidade faz muito sentido sobretudo se considerarmos que abrir uma empresa não é um processo simples: demanda tempo, planejamento, envolvimento e, claro, muitos gastos.

Justamente por isso, é essencial que o empreendedor pense bastante sobre a área de atuação e a essência do negócio. Algumas perguntas são fundamentais antes de começar: qual o diferencial da sua empresa? O que a sua ideia de negócio tem de diferente para conquistar os clientes e garantir espaço no mercado? Qual a sua principal proposta de valor?

Entender e organizar os seus planos de atuação no mercado é fundamental para garantir que a empresa comece de forma segura e bem planejada. Um ponto muito importante: a escolha do ramo de atuação, do estilo e dos diferenciais do negócio deve ser feita com base em suas habilidades e em uma demanda latente do mercado, muito mais do que em seus interesses e preferências pessoais.

É claro que é muito importante trabalhar com algo que você goste, um assunto que lhe desperte interesse, energia e ânimo para se dedicar ao novo negócio. Entretanto, só isso não é o suficiente: para dar certo, é preciso que exista uma necessidade por aquele tipo de produto ou serviço no mercado (mesmo que as pessoas ainda não saibam disso, sua função enquanto empreendedor é despertar o desejo e mostrar o quanto sua marca é indispensável). É fundamental também que você tenha conhecimento específico e experiência no setor ou que conte com parceiros que possam auxiliá-lo nas partes mais complicadas do processo.

Por isso, antes de começar, pesquise, estude e planeje bastante. Depois, pesquise, estude e planeje mais um pouco. Para partir para a ação, é necessário estar certo de que você tem uma boa ideia em mãos: que seja relevante, possível, executável e única.

Valide sua ideia

Saber como montar uma empresa inclui, também, estar preparado para avaliar a viabilidade de um projeto. Algumas vezes, por mais que julguemos ter uma ideia única, inovadora e exclusiva para ingressar no mercado, ela se mostra inviável com algumas análises e pesquisas bem básicas.

Como discutimos anteriormente, para pensar como um empreendedor, muitas vezes é preciso deixar de lado as preferências pessoais e opiniões baseadas em sua experiência, e trabalhar bastante para entender quem é o seu cliente, o que ele espera, procura e precisa.

Validar uma ideia, então, começa com o diálogo: apresente o seu plano para pessoas próximas, pedindo uma opinião sincera e objetiva sobre o que você está planejando. Importante: não vale conversar somente com as pessoas do seu convívio diário que, provavelmente, já foram convencidas pelo seu discurso. Fale também com quem ainda não sabe dos seus planos, explique detalhadamente a sua ideia e escute.

Seus amigos acham que sua nova empresa tem futuro? Conseguem perceber uma abertura no mercado para ela? Eles mesmos se interessariam por adquirir seus produtos e serviços? Se as pessoas próximas não tiverem o perfil do seu público (por exemplo, se você está pensando em abrir uma loja de brinquedos e não convive com ninguém que tenha crianças em casa), pode ser interessante contratar uma pesquisa de mercado, um profissional especializado para conversar com pessoas indicadas e entender se o negócio vai ter uma boa recepção ou não.

Independente da forma escolhida para a validação da sua ideia, é essencial fazer uma extensa pesquisa antes de entrar no mercado. Avalie a concorrência, entenda o que está sendo feito no mercado local e internacional e converse com muita gente. As opiniões e impressões vão ajudar bastante na hora de realizar pequenos ajustes e melhorias no projeto.

Escolha um nome

Você já parou para pensar na importância do nome para o sucesso da sua empresa? Muitas vezes, ele é o primeiro contato do cliente com o seu negócio e por isso precisa ser capaz de transmitir uma série de valores, causando uma boa impressão e despertando o interesse do seu público.

Justamente por isso, é muito importante reservar um bom tempo para trabalhar no desenvolvimento de um nome impactante, que tenha muita força e personalidade. Se esta não for a sua área, você pode contratar profissionais especialistas no assunto. Um bom redator vai apresentar a você algumas opções, considerando a essência do seu negócio, os seus diferenciais, mas também a preferência do público.

Nesse aspecto, precisamos falar de exclusividade. Em um mercado bastante competitivo, a empresa que consegue se diferenciar ganha muitos pontos e tem mais chance de ser lembrada e escolhida pelos clientes. Por isso, trabalhar com um nome genérico, que seja muito parecido com o nome do seu concorrente, ou que seja uma palavra de uso comum, já meio “batida”, pode não ser uma boa opção. Procure algo exclusivo e encantador – isso vai fazer toda diferença na percepção do cliente.

E não se esqueça: é indispensável registrar o nome escolhido nos órgãos responsáveis, garantindo a sua propriedade intelectual para aquela palavra ou conjunto de palavras. Um advogado especializado pode auxiliá-lo nesse processo que é fundamental – um nome é um dos seus principais ativos intangíveis e tem muita influência na forma como o público vê a sua empresa.

Conheça o mercado

Para montar uma empresa que tenha boas chances de prosperar no mercado, trazendo sucesso e realização para seus empreendedores, é fundamental entender em que contexto ela vai se inserir, ou seja, conhecer bem o próprio mercado.

Isso significa, antes de tudo, pensar detalhadamente sobre o perfil do seu consumidor ideal e descobrir quais são as marcas que ele consome enquanto a sua ainda não foi lançada, quanto ele está disposto a investir em um produto ou serviço semelhante, o que ele considera como um diferencial competitivo. Se debruce sobre o assunto antes de tomar as decisões fundamentais para o seu negócio – visite estabelecimentos concorrentes, observe o comportamento de compra do seu público, avalie os preços praticados.

Mesmo que você tenha uma ideia de negócio totalmente inovadora e não encontre concorrentes diretos no mercado, lembre-se dos concorrentes indiretos. Por exemplo, se o seu produto é algo relacionado com entretenimento e lazer, o consumidor pode preferir algo diferente, mas com o mesmo fim. Pensando assim, podemos dizer que um cinema e um museu são concorrentes indiretos – não oferecem o mesmo serviço, mas atendem a uma mesma necessidade. Portanto, não se esqueça de considerar esse aspecto em sua análise do mercado. É preciso conhecer todas as facetas, hábitos e costumes de seus clientes.

Uma visão ampla e completa vai ser fundamental para a próxima etapa, que é a criação do plano de negócios. É preciso estar seguro de suas decisões e abastecido de informações para colocar o projeto no papel e ver os seus objetivos tomando forma.

Monte um plano de negócios

Para saber como montar uma empresa é fundamental saber como montar um plano de negócios. Nenhum novo empreendimento deve funcionar sem esse documento que serve de base e orientação para todas as decisões e ações do empreendedor.

Importante compreender que o plano de negócios não é um documento obrigatório para a abertura da empresa – ou seja, ninguém vai exigir que você o apresente para liberar a documentação necessária ou para abrir a sua conta de pessoa jurídica no banco, por exemplo. Talvez, um possível investidor peça para ver, para entender melhor quais são os seus planos.

Mas, independente disso, o plano de negócios é fundamental para você, enquanto empreendedor e gestor do projeto. Esse planejamento traz informações indispensáveis para a compreensão, organização e consolidação da empresa. É na elaboração do plano de negócios, por exemplo, que você vai pensar sobre a missão, a visão e os valores da sua empresa, ou seja, aqueles fatores subjetivos que vão orientar toda a sua atuação.

Além disso, você vai organizar e entender qual será a sua estrutura física, o seu investimento necessário, suas expectativas de lucro e suas perspectivas de divulgação. Em suma, um bom plano de negócios deve apresentar: planejamento estratégico do negócio, a descrição da empresa, um detalhamento dos produtos e serviços a serem oferecidos, uma análise do mercado existente, um planejamento completo de marketing e divulgação e uma organização financeira completa, prevendo o investimento inicial, os custos fixos e as formas de rendimento.

Entenda como investir e captar recursos

Abrir uma empresa demanda um investimento inicial que seja suficiente para o desenvolvimento da estrutura adequada, que inclui o espaço físico, mobiliário e equipamentos para funcionamento do negócio. Além disso, é preciso prever um capital de giro suficiente para garantir que a empresa rode por alguns meses sem o índice de vendas ideal, já que é comum que o novo negócio precise de alguns meses para engatar e conquistar o seu espaço no mercado.

Ou seja: um empreendedor precisa de recursos. O valor ideal varia bastante de acordo com o porte e o setor do negócio e para entender quanto você vai precisar, o plano de negócios é essencial. Depois, o desafio é descobrir como investir e captar os recursos necessários.

Como dito anteriormente, para abrir uma empresa é necessário planejamento. Então, muito antes de abrir as portas da sua nova marca para o público, você já deve estar pensando em sua empresa. Um bom plano é fazer uma poupança e começar a economizar até mesmo nas pequenas coisas do dia a dia. O dinheiro que sobrar no fim do mês vai para a conta do seu novo empreendimento.

Outra boa opção é contar com um parceiro investidor, um processo muito comum com as start-ups, cada vez mais frequentes hoje em dia.  A ideia aqui é apresentar um plano de negócios completo e promissor para investidores interessados em novos negócios – se alguém gostar da sua ideia, pode se tornar seu sócio na empresa, entrando com o capital necessário para o início das operações. Esse modelo tem dado bastante certo para dezenas de novos empreendedores, que sempre reforçam a importância do planejamento e das pesquisas para conquistar os investidores.

Cuide da documentação

Se você já abriu uma empresa antes, sabe que o processo burocrático não é simples. São dezenas de documentos necessários para que, depois de alguns meses, sua empresa tenha o registro final, contando com o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (o famoso CNPJ), os números de inscrição estadual e municipal e todas as certidões negativas que atestam que não existem débitos em nome da empresa.

Aqui, um ponto muito importante: é extremamente recomendável que você realize esse processo com o auxílio de um contador. Esse é o profissional mais adequado para te acompanhar e fazer a interface com os órgãos municipais e federais. Acredite: o investimento nesse profissional agora pode significar uma economia preciosa de tempo agora e evitar muitas dores de cabeça no futuro.

Em resumo, você vai precisar dos documentos pessoais de todos os sócios, do contrato social da empresa, que é o documento que rege toda a gestão, determinando a divisão societária e as formas de decisão, a licença de funcionamento da prefeitura, o comprovante de pagamento de uma série de taxas e licenças, o registro na junta comercial da sua cidade etc. Muita coisa, não é? O melhor caminho, então, é ter por perto alguém que entende bastante do assunto.

Crie uma identidade visual única

Identidade visual é um conceito que merece atenção plena de todo empreendedor. Estamos falando do conjunto de elementos visuais que caracterizam aquela marca: o seu logo, sua paleta de cores, eventuais ilustrações, grafismos e estampas que sejam utilizadas em conjunto.

Esses elementos têm importância fundamental para uma nova empresa, uma vez que são eles os responsáveis por construir um diálogo com o público. É bem fácil entender a lógica: os elementos da identidade visual (acontece de forma semelhante com o nome da empresa) são um ponto importante de contato do público com a sua empresa. As pessoas podem ver a sua marca na fachada da loja, por exemplo, ou uma embalagem com as cores da sua empresa, uma postagem nas redes sociais.

Ao se depararem com esses elementos, é desejável e necessário, então, que a identidade visual seja forte o suficiente para comunicar os principais valores e diferenciais da marca, fazendo com que a empresa seja facilmente reconhecida e lembrada.

Justamente por isso, uma nova empresa merece uma identidade visual de impacto e é aí que entra a importância de um profissional experiente. Quem cuida da criação da identidade visual de uma empresa é o designer. A partir de conversar com o empreendedor, de muita pesquisa e estudo, ele vai apresentar uma proposta de logotipo, peças de papelaria, sistema de embalagens e tudo mais que a empresa precisar.

Essas peças serão a interface da marca com o público e devem ser eficientes em sua função de despertar atenção, consolidar a marca, convencer o consumidor a adquirir determinado serviço ou produto. Pense naquelas empresas que você mais admira e tem como inspiração: com certeza, elas têm uma identidade visual forte e cheia de personalidade, não é? O mesmo acontece com as marcas mais bem-sucedidas e valiosas do mundo: a Nike, a Apple, a Coca-Cola, só para citar algumas.

O importante, então, é criar elementos que sejam coerentes ao apresentar a marca no mercado.

Divulgue sua marca

A comunicação é fundamental para quem precisa saber como montar uma empresa. De nada adianta investir na criação de um novo negócio se o público não vai ser informado dos diferenciais da sua marca, da qualidade de seus produtos e serviços, do ótimo atendimento prestado.

Lembre-se que estamos em um mercado extremamente competitivo, onde conquistar e fidelizar clientes é um desafio imenso. Nesse contexto, é impensável abrir uma empresa sem investir em divulgação.

Cada setor e tipo de negócio tem demandas muito específicas de comunicação. Por isso, mais uma vez a pesquisa é importante. Entendendo quais são as necessidades e preferências do seu público vai ser possível traçar um plano de comunicação adequado e eficiente. Não se esqueça de prever uma verba para isso no plano de negócios, hein?

Evite os principais erros de empreendedores iniciantes

Ninguém se transforma em empreendedor de um dia para o outro. É importante estudar bastante e se preparar para o ingresso no mercado, que é sempre um desafio. Alguns erros são muito comuns em empreendedores iniciantes – preparamos um guia que vai ajudar você a evitá-los!

Atuar na informalidade

Com o objetivo de evitar os impostos ou até mesmo por preguiça de enfrentar os procedimentos burocráticos, alguns empreendedores optam por tocar a empresa de forma informal, sem os registros necessários Fuja dessa: uma empresa registrada e oficial tem muito mais credibilidade e chances de crescer no mercado, através da conquista de clientes estratégicos.

Ser desorganizado

Só esse artigo já mostra o volume de variáveis e informações com as quais o empreendedor deve lidar. Isso significa que é preciso muita organização para dar conta do recado — se você pretende saber como montar uma empresa, comece organizando os seus processos, documentos e objetivos.

Quando a empresa existir e demandar atenção constante, será preciso que você consiga encontrar todas as informações e dados com velocidade e objetividade. Quando o assunto é um novo negócio, sem dúvidas não existe espaço para a desorganização.

Menosprezar a importância dos parceiros

Pode ter certeza: ao abrir uma empresa, escolher os parceiros certos faz toda a diferença. Isso serve para os sócios, para os fornecedores, para os colaboradores. É preciso ter muito critério e atenção na escolha daquelas pessoas que vão te acompanhar nessa jornada.

Um mau fornecedor, por exemplo, pode impactar diretamente a qualidade do seu produto, sendo responsável pela construção de uma imagem negativa diante do cliente. Já um colaborador desmotivado vai ter índices baixos de produtividade, aumentando os seus custos fixos.

Ter medo de arriscar

Empreender é, essencialmente, arriscar. Respeitando o planejamento e as etapas adequadas para a abertura de uma empresa, as chances de ser um empresário bem-sucedido são muitas. Entretanto, é preciso lembrar que os riscos existem e, muitas vezes, os resultados precisam de certa dose de ousadia e incerteza. Alguém que não tem coragem e disposição para correr riscos definitivamente não tem um perfil empreendedor.

Conclusão

Saber como montar uma empresa não é tão complexo quanto parece. O importante é observar a existência de algumas etapas fundamentais, e não se afobar atropelando os processos.

É comum que, ao decidirmos correr atrás do nosso sonho de ser um empreendedor, a gente acabe ficando ansioso por resultados – mas não podemos deixar que isso interfira nos processos necessários. Uma boa dica é contar com a consultoria e o auxílio de profissionais bem preparados, nas mais diversas áreas. Essas pessoas serão capazes de orientar você na definição de prioridades e nas etapas mais complexas e específicas.

Além disso, é muito importante acreditar na sua ideia. Lembre-se que o sucesso não chega de um dia para o outro: ele demanda muito envolvimento e trabalho. Oferecendo um produto e serviço de qualidade e se esforçando para otimizar processos, você vai perceber como montar uma empresa e observar os resultados positivos. E, para se tornar um empreendedor de sucesso, confira o nosso post com dicas imperdíveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *