Dia Mundial do Consumidor – O que distancia a sua empresa do grande sucesso?

dia mundial do consumidor o que distancia sua empresa do grande sucesso blog we do logos

O Dia Mundial do Consumidor é considerado o segundo dia de ações promocionais mais movimentado para o comércio, ficando atrás apenas da Black Friday. Ele é conhecido pela prática de valores bem abaixo do habitual, mas esse não foi o principal objetivo da sua criação.

Aqui neste artigo você encontra um pouco sobre a história do Dia Mundial do Consumidor (DMC) dados sobre o mercado empreendedor e também o que a We Do Logos preparou para os nossos clientes para celebrar a data.. É claro que a gente não ia deixar você de fora, né?

Além disso, trouxemos os erros que mais afastam um negócio do sucesso! E é claro, tudo o que você pode fazer para não cometê-los!! =D

Quer empreender com profissionalismo e ainda aproveitar as melhores ofertas do mercado de forma inteligente? Esse texto foi feito para você!!!

Vamos lá? Boa leitura! =)

Quando começou o Dia Mundial do Consumidor?

O Dia Mundial do Consumidor começou a ser comemorado nos Estados Unidos no ano de 1962, quando foi instituído pelo então presidente John Kennedy. O seu objetivo era criar uma data para representar a proteção aos interesses e direitos dos consumidores.

Vinte e três anos mais tarde, a data passou a ser reconhecida pela ONU, com as Diretrizes da Nações Unidas, dando legitimidade ao trabalho iniciado por Kennedy.

No Brasil, o apoio à causa é marcado pela promulgação da Lei n° 8.078 em 1990, que dita o Código de Defesa do Consumidor (CDC). O seu objetivo é muito mais de fiscalizar o comportamento das empresas do que puni-las. Além disso, estabelecer uma relação de transparência, ética e harmonia entre fornecedores e clientes.

Aqui no Brasil ainda enfrentamos desafios para coibir práticas abusivas de comércio, o que reforça a importância da comemoração do Dia Mundial do Consumidor e da criação e uso do CDC.

Pensar nos princípios da criação do DMC  foi o que motivou a We Do Logos a criar uma campanha que fosse além dos descontos habituais. Então, entenda a nossa ação…

O que a We Do Logos preparou para você

No momento em que o consumidor espera por uma chuva de descontos lotando suas caixas de e-mail e vitrines, a We Do Logos não quis que uma data tão importante fosse celebrada como as demais.

Para nós, ela não diz respeito só à ofertas, mas à uma luta por respeito nas relações de mercado.

Pensando no nosso público alvo mais representativo, empreendedores começando ou profissionalizando seus negócios, entendemos que era preciso entregar algo a mais.

Com um perfil mais analítico e criterioso, oferecer alguns por cento de desconto já não brilha os olhos. Então, em meio a muito mais do mesmo, optamos por oferecer alguns dados e conteúdos sobre o cenários do empreendedorismo no país.

Mesmo que você não esteja pensando em comprar um projeto de identidade visual agora, esses conteúdos serão super válidos.

Uma pergunta está orientando toda essa campanha e é o que eu pergunto para você agora! O que distancia a sua empresa do grande sucesso?

Se respondendo a essa pergunta, prossiga na leitura certo de que terá muitos insights!

Alguns dados importantes

Receita Federal apresentou em 2016 números que revelam um aumento de mais de 7% no número de novos MEIs, comparado ao mesmo período do ano anterior. E crescendo…

Em 2017 o Serasa Experian identificou que a cada 10 novos negócios, 8 se enquadram nessa categoria empresarial. Além disso, computou um total superior à 900 mil novos microempreendedores individuais apenas no primeiro semestre do mesmo ano. Você já tinha imaginado isso?

Especula-se que este crescimento se deu pelo aumento do desemprego no Brasil nos últimos anos. Isso teria motivado os brasileiros a investirem em seu próprio negócio, normalmente por aptidão ou por prazer em realizar alguma atividade amadoramente. E, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) essa é uma tendência que acompanha o mercado empreendedor para o ano de 2018.

Mas entenda que, ainda que empreender seja uma grande oportunidade para driblar a crise e os altos índices de desemprego, nem sempre é o caminho mais fácil! Você vai precisar se mexer para se destacar frente a tantos concorrentes, concorda?

Empreender é assumir o risco de quebrar?

Fundação Getúlio Vargas, em parceria com o Sebrae, divulgou dados alarmantes! Cerca de um terço de novas empresas abertas no Brasil fecham as portas até o 2° ano de negócio.

E as pesquisas mais recentes divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram um cenário ainda mais preocupante: empresas que encerram suas atividades antes de completar 5 anos chega a 60%.

É muito difícil pensar nesses números e não se imaginar nessa situação. Os números apontam um forte aumento da concorrência com o surgimentos de tantas novas empresas. O que é, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, muito positivo para o aumento da produtividade do país, para o surgimento de inovações, processos mais bem elaborados, diminuição de custos e empenho em uma melhor gestão.

Obviamente, nenhum empresário imagina começar um negócio já se planejando para fechá-lo, não é verdade? Então a We Do Logos decidiu trazer para você as principais razões, apontadas por especialistas, que levam um negócio à falência ou, simplesmente, à inviabilidade.

Mas fica tranquilo! Ao longo do texto também vem a redenção! =)
Preparamos também uma série de dicas que vão te distanciar desses erros e te aproximar, cada vez mais, do tão almejado sucesso!!!

7 erros fatais de um empreendedor

Naturalmente, existem muitas outras coisas que poderiam entrar nessa lista. Mas decidimos tratar as mais comuns e, talvez, mais expressivas. Além disso, nosso critério foi focar em micro, pequenos e médios empresários.

Se achar necessário, tome nota! =)

1- Não analisar o mercado

Isso parece um tanto abrangente para você? E é!

Analisar o mercado diz respeito a , primeiramente, entender o interesse das pessoas pelo produto ou solução que você deseja oferecer. É entender o padrão de consumo das pessoas, com base em suas necessidades e buscas.

Uma dica preciosa é que você procure empresas como o Sebrae que prestam um trabalho incrível. Será possível realizar uma pesquisa mais minuciosa baseada, a princípio, nos seus objetivos.

Dessa forma você poderá desenvolver um Plano de Negócios eficiente. Sem dizer que, com esse estudo e acompanhamento, você conseguirá fazer um análise mais criteriosa dos seus concorrentes. Você deverá estar pronto para enfrentá-los ou já estará mais perto do que eles do fracasso.

E quando falamos de concorrentes, chegamos ao segundo erro fatal!

2- Quem não é visto não é lembrado

Em meio a tanta competitividade, o que me faria, como potencial cliente, escolher a sua empresa e não a do seu concorrente?

O problema pode estar relacionado à baixa qualidade do produto ou à prática de preços abusivos. Mas e quando o seu produto é melhor, seus preços competitivos e, ainda assim, seu faturamento está bem aquém do desejado???

Você já parou para pensar que ele pode estar “apenas” divulgando melhor do que você? E esse é um dos erros mais comuns que os empresários cometem.

Ao planejar um negócio você deverá destinar recursos para profissionalizar a comunicação da sua marca.

Para isso, é preciso que você conheça quais são os canais de comunicação mais consumidos pelo seu público. Depois desse reconhecimento é hora de se fazer presente, tornar-se uma referência.

Sem marketing a sua empresa está morta!!!

É fundamental que você crie a base da sua comunicação, com um logotipo que reflita sua proposta principal de negócio, seus valores, que seja um símbolo da sua qualidade e que desperte o interesse e confiança do público. Como empresa especializada em design, recomendamos que você procure um profissional!!!

Depois disso é hora de definir, com um manual de identidade visual, quais as combinações de cores e tipografia (letras) serão usadas no seu cartão de visita, folheto de divulgação, fachada da loja, cardápio, nas redes sociais e até mesmo no seu site.

Você precisa adotar um padrão para fazer a sua marca colar como um chicletes na cabeça das pessoas. Tenho certeza que você já passou pela experiência de reconhecer uma marca só pela maneira como ela se expressa em seus conteúdos impressos, TV e internet! Desejo o mesmo para a sua empresa!

Aproveito para colocar aqui o link para você conhecer as super ofertas que a We Do Logos preparou para o Dia Mundial do Consumidor. Agora você já pode dar esse passo tão importante investindo bem menos do que imaginava! =) Você pode falar com um dos especialistas no nosso chat online do nosso site para tirar dúvidas e contratar o seu plano ideal!

Mas se esse ainda não for o momento de profissionalizar o seu negócio, siga firme na leitura! Os conhecimentos passados aqui vão ser muito valiosos!

3- Não acompanhar o mercado

Uma vez estudado o mercado, você não terá mais esforços, certo? ERRADO! Poucas coisas nessa vida são mais dinâmicas que o mercado. E para ter sucesso você não poderá negligenciar às tendências, novos comportamentos e novos concorrentes também. Olhos de águia, amigo! Não deixa passar nenhuma informação despercebida!

Além disso, resistir às mudanças é o mesmo que se posicionar à beira do abismo. Acompanhe o dinamismo do mundo! Acompanhe suas oportunidades de inovação e melhoria. Entenda que é melhor você cometer alguns erros que te trazem grande aprendizado do que engessar o seu negócio e acabar caindo no esquecimento.

Nada é tão bom que não possa melhorar! Seja resiliente e mantenha-se, constantemente, na busca pelo melhor que puder ofertar aos seus clientes.

4- Falta de planejamento financeiro

Eu deveria ter colocado esse tópico como número 1??? Bem, isso não importa, desde que você preste bastante atenção nele!

Você começou um negócio desejando que ele seja sua principal fonte de receita. Esperando que ele te proporcione qualidade de vida, realizações e cada vez mais oportunidades, não é mesmo?

Então a primeira lição que deve ser aprendida aqui é: dinheiro não aceita desaforo!

Existem muitas ferramentas disponíveis no mercado que facilitam o seu controle financeiro. E isso inclui o seu controle de estoque, produtividade, custos e investimentos.

Cada centavo movimentado deve ser registrado mas, antes disso, pensado! Tenha capital de giro para situações de emergência e, principalmente, para manter seus custos fixos até que o retorno comece a aparecer.

E, principalmente para pequenas empresas, uma das principais atitudes que levam a um descontrole financeiro é a confusão entre o que é dinheiro da empresa e o que é dinheiro do empresário! Tenha, portanto, contas bancárias separadas!!

E falando um pouco sobre redução de custos, aqui temos uma grande oportunidade de organizar o caixa da sua empresa. Corte custos desnecessários, mas se certifique de que isso não irá comprometer a qualidade do seu produto ou serviço nem a percepção do seu cliente sobre a sua marca. E falando sobre percepção de marca, chegamos ao 5° erro.

5- Pouca preocupação com o cliente

Em mês de comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, o desejo da We Do Logos é que esse tópico nem estivesse aqui! Valorizamos a opinião dos nossos clientes e buscamos, em todos os espaços possíveis, trazê-los para o mais perto de nós!

Mas perceba que aqui não estamos falando apenas de relacionamento! Então voltamos ao que nos trouxe até aqui. Estabeleça com seus clientes uma relação transparente, honesta e com clareza na comunicação. Certifique-se de que está cumprindo com os prazos acordados e que está entregando a ele tudo o que prometeu e esteja disposto a resolver conflitos. Quanto maior a sua empresa for, mais suscetível a problemas e reclamações você estará!

Você pode encantar e fidelizar o seu cliente e fazer com que ele seja um promotor da sua marca. Ou você pode escolher não se importar com isso e ter o que chamamos de “cliente detrator”. É aquele que, com imenso prazer, vai queimar a sua reputação com todas as pessoas que ele puder. Não queira despertar a sua ira! É sério! Rsrs

E assim chegamos ao penúltimo erro!

6- Questões legais e burocracias

Se você está optando por empreender no Brasil, entenda que você terá alguns desafios! Aqui a burocracia é grande, a tributação uma facada e as tentativas do governo em encontrar qualquer deslize seu são enormes!

Então é muito importante que você esteja atento ao enquadramento do seu negócio na categoria correta – MEI, Ltda, S.A. e por aí vai. E para se manter adequado e cumprir com todas as despesas fiscais, recomendamos que você tenha um contador para te ajudar.

A fim de reduzir seus custos, você pode optar por softwares de contabilidade adequados ao porte do seu negócio. Uma breve pesquisa e você já consegue identificar qual apresenta as soluções que irão te ajudar no seu dia a dia.

Esteja atento à criação do contrato societário (quando houver) buscando, em primeiro plano, zelar pela saúde do negócio e depois atribuindo responsabilidades e direitos a cada um dos envolvidos.

E por último, mas não menos importante! Registre a sua marca!  O INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) é o órgão que regulamenta o registro de marcas e patentes. Você não vai querer um concorrente usando o mesmo nome ou a mesma identidade visual que a sua empresa, ou vai?

Um dos princípios do trabalho da We Do Logos é a exclusividade na criação de cada cliente. Quanto maior for a personalização da sua identidade visual e comunicação, melhores serão os resultados que ela poderá proporcionar. Inclusive comercialmente!

E, para fechar com chave de ouro, falemos então sobre um erro fatal relacionado à pessoas!

7- Não escolher bem seus parceiros, prestadores e fornecedores

Trabalhar com amadores ou maus profissionais é o pontapé que faltava para você rolar o barranco!

Os seus resultados são o reflexo da postura e trabalho dos seus colaboradores, então não deixe de treiná-los para as funções que deverão exercer. E os faça entender a importância da sua participação para o sucesso do negócio e, principalmente, para a construção da sua própria carreira.

Tenha perto de você pessoas que agregam, que tragam ideias, contribuam com processos e que acredite, assim como você, na sua empresa e produtos.

Maus fornecedores e prestadores de serviço comprometem a eficiência da sua entrega ao cliente. Eles podem te levar a perder um prazo, a perder a qualidade, a aumentar custos, principalmente com retrabalho.

Para evitar desgastes, faça uma pesquisa cuidadosa das empresas que irão te acompanhar nessa jornada! Não permita que terceiros comprometam a credibilidade da sua marca.

Na We Do Logos, por exemplo, temos um setor chamado CEU. Seu objetivo é o encantamento do usuário. Esses profissionais irão acompanhar todo o processo de criação dos clientes junto ao seleto grupo de designers.

Com a total contribuição deles, a taxa de satisfação dos nossos clientes é altíssima, o que nos faz ter uma excelente reputação. Uma boa reputação eleva a sua credibilidade no mercado e isso, certamente será convertido em mais negócios.

Para encerrar…

Nós não nos tornamos a maior agência de design para PMEs do Brasil do dia para a noite! Estivemos, diversas vezes, próximos de cometer algum desses erros. E em outras tantas, cometemos de fato. Mas o que nos transforma todos os dias e nos mantém como referência de mercado é o nosso desejo de, em cada detalhe, oferecer a melhor experiência do mundo aos nossos clientes!

Você não vai acertar sempre! Mas se mirar em grandes objetivos e se preparar para o mercado seguindo essas dicas, você estará muito mais perto do sucesso! Persista! Refaça! Tente de novo! E faça acontecer!

Feliz Dia Mundial do Consumidor! Gostaríamos que soubesse que você é muito importante para nós! Conte conosco nessa empreitada!!!

Time da We Do Logos