A marca pessoal do empreendedor

Todo semestre centenas de pessoas saem de cursos, faculdades e demais capacitações com a finalidade de entrar com tudo no mercado, que de fato está cada dia mais competitivo. Essas pessoas significam concorrência! Uma opção para fortalecer seu nome, sua empresa e se diferenciar destas pessoas é gerenciar sua marca pessoal.

 

A marca pessoal está ligada a atitudes que o empreendedor transmite capaz de influenciar quem está a sua volta. Isso dentro e fora da empresa. Para construir uma marca pessoal, o que leva tempo, deve-se ter responsabilidade. Começando pelo exemplo dado dentro da empresa. Muitos empreendedores acham que por ser o dono do empreendimento não há ninguém o observando, errado! Você agrega um pouco de si em cada setor e isso é avaliado por seus colaboradores. Se você cobra pontualidade e não é pontual, por exemplo, certamente vai fazer seus colaboradores levantarem a questão “se o dono da empresa não está aqui na hora certa, por que eu vou estar.”

 

Uma marca pessoal forte pode, por exemplo, ajudar nas horas em que um produto ou serviço oferecido falha. Pois o público confia em você e já possui uma identificação com o seu nome. Então não deixe que essa identificação fique negativa, é fácil ver pessoas comentando o “Sr. Y da empresa x é um enrolado” e outros adjetivos que destroem sua imagem e consequentemente a de sua empresa. E como a melhor propaganda é a boca a boca, uma boa marca pessoal pode fazer de você um sucesso ou fracasso.

 

Fonte: Meta Executiva e Papo de Empreendedor

 

Veja Também:

Aumente sua rede de contatos!

16 leis do sucesso

Como empreender e manter a qualidade de vida?