Circuito de seminários motiva a participação das MPEs

Começa o circuito de seminários realizados pelo Sebrae com finalidade em motivar as micro e pequenas empresas a prepararem-se de forma planejada para as oportunidades de negócio geradas pela Copa do Mundo de 2014. Serão 12 encontros realizados até o dia 30 de agosto.

O encontro que está sendo realizado no Rio de Janeiro (04/07), conta com a presença do presidente do Sebrae, Luiz Barretto, para falar sobre a atuação da instituição e do Mapeamento de Oportunidades para as micro e pequenas empresas elaborado em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Secretário Especial da Copa 2014 e Rio 2016 da Prefeitura do Rio de Janeiro, Ruy Cezar Miranda Reis, para abordar sobre planejamento desta cidade-sede para o evento esportivo, além do diretor de marketing da Federação Internacional de Futebol (Fifa) no Brasil, Jay Neuhaus, para tratar de assuntos como as oportunidades para empresas locais e proteção de direitos comerciais.

Cada área onde acontecerão os jogos foi mapeada a partir das particularidades locais de possibilidades de negócios observadas nos grupos focais, constituídos por empresários, especialistas, acadêmicos e entidades representativas de cada estado. O Rio, por exemplo, está planejado a explorar as possibilidades de negócio nos setores: construção civil, tecnologia da informação (TI), turismo, comércio varejista, vestuário, madeira e móveis. A capital carioca aposta em 453, das 624 oportunidades: 109 na construção civil, 72 em TI, 80 em turismo, 83 no comércio varejista, 64 no segmento de vestuário e 45 no de móveis e madeiras.

No Rio de Janeiro, a expectativa é de que a Copa do Mundo beneficie 413 mil empresas. Destas, 180,6 mil estão no comércio, outras 180,6 mil na área de serviços, 37,1 mil na indústria e 14,9 mil na construção civil.

“O primeiro passo foi identificar quase mil oportunidades de negócios. Agora, o Sebrae vai capacitar as pequenas empresas para que estejam preparadas para atender à demanda de serviços e produtos. E ao mesmo tempo, estamos trabalhando fortemente na articulação entre as pequenas e grandes empresas, associações setoriais e órgãos do governo. Esse encadeamento produtivo é fundamental para a realização de negócios e para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, que é o que esperamos como legado da Copa do Mundo”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Os demais encontros terão dois momentos diferentes: o institucional e o de painéis de oportunidades. “Os 12 ciclos compõem mais uma etapa do Programa Sebrae 2014, que se desdobrará em rodadas de negócios. Serão também uma oportunidade para as micro e pequenas empresas definirem uma agenda competitiva, com base na antecipação de requisitos que deverão cumprir e desafios a serem vencidos com planejamento”, avalia o gerente de Atendimento Coletivo Serviços do Sebrae, Vinícius Lages.

Confira o calendário dos novos encontros:
Brasília: 7 de Julho
Cuiabá: 19 de julho
Natal: 25 de julho
Recife: 28 de julho
Belo Horizonte: 2 de agosto
São Paulo: 4 de agosto
Salvador: 11 de agosto
Fortaleza: 12 de agosto
Porto Alegre: 16 de agosto
Curitiba: 17 de agosto
Manaus: 30 de agosto

*Mais informações: 0800 570 0800

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *