Como usar a música no seu negócio

 

Existem detalhes em um ambiente comercial que podem fazer a diferença e influenciar no tempo de permanência e conforto do seu cliente. A música é um bom exemplo! A escolha da música não é por acaso, se observar existem lojas que possuem sua própria “radio”.

 

A música deve estar ligada ao estilo do seu negócio e do seu público. Em um artigo ao site Entrepreneur, a colunista Lambeth Hochwald afirma: “Você pode usar a música para deixar a sua loja tão irresistível que as pessoas sintam vontade de voltar, mesmo que não tenham planos de fazer compras”.

 

Então veja cinco dicas de como usar a música em seu negócio.

 

Melodia no background: A música deve realçar o ambiente e não ser o foco das atenções. É uma “presença atmosférica”, que distrai o cliente dos demais ruídos.

 

Equilibre o volume: A música não deve estar nem alta e nem muito baixa. Músicas alegres deixam o ambiente mais caloroso e divertido, mas pesquise a preferência do seu público.

 

Não se empolgue no ritmo: O ritmo da música pode influenciar o cliente. Uma música rápida, por exemplo, pode deixá-lo estressado enquanto espera na fila do caixa.

 

Som no telefone: Existem empresas que colocam música enquanto o cliente espera para ser atendido. Esperar ao telefone já não é legal, com uma música que você não gosta, pior ainda. Por isso, é bom fazer uma pesquisa sobre preferências. Optar por sons que seus clientes gostam pode deixar a espera menos entediante.

 

 

Motive com a música: Uma dica para energizar os vendedores é personalizar uma lista com músicas que eles gostam e separa para celebrar as suas conquistas. Por exemplo, a cada venda, meta ou boa ideia, a música preferida dele toca para a equipe.

 

 

(via)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *