Comporte-se na rede!

Boa conduta, ética e educação são indispensáveis para qualquer indivíduo e não se aplicam só a vida real, mais também ao mundo virtual, principalmente as redes sociais! A possibilidade de interação entre os indivíduos acaba por empolgar algumas pessoas, que ao invés de produzirem e difundirem conteúdos relevantes acabam caindo na lista negra como usuários inconvenientes. Isso pode fazer com que perca oportunidades interessantes.

 

Twitter

 

– Use o Twitter com parcimônia. Quantidade não significa qualidade.

 

– Certo que recebemos milhares de conteúdos e a maioria bem legais. Compartilhar essas idéias é ótimo, mas separe os mais relevantes e produza conteúdo também. As pessoas se sentem incomodadas com excesso de RTs.

 

– A Direct Messagem (DM) é utilizada para um contato digamos… Pessoal. Então não mande links com divulgações de seus negócios para esse canal. Para isso use a Time Line.

– Com qual objetivo você usa o Twitter? Uns consideram a rede uma besteira e só usam para o mesmo, outros já o vêem como uma grande ferramenta profissional. Ao identificar a finalidade do seu Twitter, é hora de adequar os conteúdos e linguajar que está utilizando. E lembre-se a proposta do Twitter não é a divulgação de “estou tomando banho”.

 

Facebook

 

– Nem todo mundo gosta dos jogos “ville” então não fique enviando solicitações e pedidos a todos em sua rede. Deixe esse tipo de interação para quem, assim como você, se identifique com o aplicativo.

 

– A ferramenta eventos é uma ótima opção quando tem fundamento. Criar eventos sem relevância vem sendo uma tendência na rede, não seja mais um!

 

– Marcação acirrada! Lembre-se que quando você marca alguém em uma foto, essa pessoa receberá notificações dos comentários de todos que o fizerem. Isso significa excesso de notificações. Então se caso alguém venha a se desmarcar em uma foto sua, não o faça novamente. Uma opção caso seja importante essa marcação é pedir permissão.

 

Orkut

 

– Diversas pessoas cansaram-se do Orkut devido os inúmeros spams, gifs e outros.

 

– Há comunidades que não servem para nada, assim como existem aquelas que agregam grande relevância em seus tópicos e discussões. Se você quer fazer parte de uma comunidade e participar ativamente das mesmas, não seja inconveniente e procure atender as regras dos moderadores. Pois, caso você não siga os padrões poderá ser banido.

 

Veja Também:
Manual do Facebook para empresas

Sociorama

Facebook pode assumir liderança em publicidade online