Como usar o marketing em vídeos para aumentar a geração de leads da sua empresa?

Marketing em vídeos não precisa ser chato nem invasivo e vamos te mostrar como fazer isso! Os vídeos são extremamente valiosos para qualquer estratégia de marketing digital, pois eles conseguem informar e entreter de maneira rápida e fácil. Marketing em vídeos não precisa ser chato nem invasivo e vamos te mostrar como fazer isso!

Quem não prefere ver um vídeo do que ler alguns parágrafos de texto, não é? Nesse artigo iremos explicar como você pode tirar vantagem máxima dessa ferramenta para capturar a atenção do seu público e convertê-los em clientes. 

Acompanhe só:

Marketing em vídeos e a geração de leads

Para começar a pensar no uso do marketing em vídeos, temos que ter uma coisa bem clara: o número de views não se converte automaticamente em leads.

Por isso, é preciso pensar em vídeos para o início da geração de leads e outros destinados ao final desse processo, quando o cliente está quase fechando negócio.

Assim, é possível focar melhor nas especificidades, desejos e expectativas do público em cada etapa e ampliar a efetividade de sua mensagem.

marketing-em-video

Vídeos para o começo do processo de geração de leads têm scripts rápidos (uma média de 2 minutos é ideal!), transmitem ideias claras e concisas, respeitando a personalidade da marca. À medida que o processo de vendas se afunila, os vídeos têm que ser mais aprofundados e direcionados à concretização da venda.

Porém, em todos os casos é importante criar vídeos que as pessoas realmente queiram assistir. Seguir os princípios do storytelling é uma ótima maneira de garantir a atenção dos visitantes, que ficam curiosos a respeito do desfecho e prestam mais atenção aos conhecimentos transmitidos. Narrativas descontraídas, informativas e que respondem à perguntas ou ensinam coisas novas ao usuário são a fórmula do sucesso.

A inclusão de uma Call to Action (CTA) bem marcada no final encoraja os espectadores a realizarem uma ação interessante para a marca, como compartilhar o vídeo, acessar o site, se inscrever na newsletter, etc. Isso os mantêm mais tempo nas páginas da marca!

Confira também: 10 elementos para melhorar a conversão da landing page

Tipos de vídeo

marketing-em-video

Você pode optar por vários tipos diferentes de vídeo, levando em conta seu plano de marketing e em qual ponto do funil de vendas eles irão atuar. Alguns deles são:

  • Explicativos:

Simples e direto ao ponto, o vídeo explicativo tem a função de mostrar ao cliente quem é a  marca, seus produtos, ocupações, valores e objetivos. É bom usá-los logo no começo do processo de venda, para apresentar a empresa à audiência e instigá-los a  conhecer mais. Conceitos complicados devem ser explicados brevemente e não há necessidade de se aprofundar muito.

Entenda como funciona a We do logos!

  • Testemunhos:

É um tipo de vídeo bastante popular, em que clientes relatam suas experiências com a empresa e atestam sua qualidade. Outra boa pedida para o começo do processo de venda, pois mostra como a empresa age e quem são seus colaboradores, aproximando-a de seu público. Nada melhor do que um cliente satisfeito e empolgado para contagiar outros possíveis interessados!

  • Estudo de caso:

Agora que já estamos familiarizados com o funcionamento da empresa, está na hora de entrar mais a fundo em sua cultura. Nesse vídeo, as marcas apresentam seus melhores cases de sucesso, expondo seus serviços e porque foram tão benéficos para um cliente. Você pode escolher quais pontos serão explicados com mais detalhes e focar no sucesso para certificar os futuros clientes da expertise da companhia.

Confira o caso de sucesso do Point do Macarrão! Empresa que fez toda a identidade visual com a We do Logos e cresceu 80% em vendas.

  • Vídeos didáticos:

Esse é auto explicativo: nesse vídeo, a empresa ensina alguma coisa relevante para seu cliente. Se você tem um salão de beleza, pode criar vídeos ensinando a fazer penteados para o dia a dia, por exemplo. Esses vídeos têm grande potencial de compartilhamento e viralização, pois as pessoas sempre estão buscando conhecimento de fácil assimilação na internet.

Outras ideias:

Depois que o visitante assiste os vídeos de apresentação iniciais, uma boa estratégia é pedir seu email antes que ele possa assistir a outros clipes.

Dessa maneira, você consegue descobrir mais sobre quem está interessado no que você oferece, e de quebra já preparar campanhas de email marketing para continuar chamando sua atenção (sem exagero, por favor!).

E-mail-marketing

Também existem os vídeos interativos, e, por meio da inserção de questionários rápidos dentro do vídeo, você pode conhecer melhor os gostos e comportamentos de quem assiste. Todos esses dados serão muito úteis para o planejamento dos próximos passos de seus esforços de marketing.

Divulgue seu vídeo!

Se você passou por todo o trabalho de criar um conteúdo em vídeo para sua marca, você não pode deixá-lo abandonado na sua landing page.

É preciso unir todas as suas redes sociais em uma campanha de divulgação. Assim, os seus seguidores de Facebook, Twitter, YouTube e LinkedIn poderão convergir em um mesmo local.

No Youtube, poste os vídeos em seu canal, utilizando um título claro e chamativo. Linke seu site na descrição do vídeo e no vídeo em si, com a ferramenta de anotações. Cuidado para não empolgar colocando caixas de diálogo demais durante o vídeo e irritar os usuários.

Lembre-se de usar tags relevantes e que se relacionem com sua marca para conseguir mais visitantes. Compartilhe seus vídeos no Facebook como novo status, e não se esqueça da CTA bem clara. Os posts patrocinados e anúncios pagos podem ser usados para divulgar o vídeo para outros nichos. Fica fácil compartilhar o link de vídeos no Twitter com otimizadores de url, e, com a nova atualização do site, é possível ver os vídeos direto na sua timeline!

Estude os resultados do seu marketing em vídeos

E, finalmente, esse trabalho todo seria em vão se você se esquecesse de analisar os resultados das suas campanhas e dos vídeos em si!

Pela internet é possível encontrar ferramentas que conseguem mapear o comportamento de um visitante quando ele clica em um vídeo, analisando os momentos em que o pause é acionado, as cenas que foram puladas ou quantas vezes ele aperta o replay.

identidade visual da marca

Use essas informações para determinar a eficácia de seus vídeos e pautar o desenvolvimento de novos projetos a partir do que os visitantes consideram interessante, a criação de CTAs diferentes e novos posicionamentos da marca.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como usar o vídeo para dar aquela incrementada no seu marketing digital, porque não descobrir as tendências de 2016 nessa área e criar conteúdos cada vez mais relevantes para seus visitantes? Acesse!

Esse texto é um guest post produzido pela equipe da Rock Content.