Sua Marca está acelerando ou sendo ultrapassada?

Back view of men’s feet on starting block ready for a sprint start

Nós sabemos que empreender significa desenvolver uma solução que os consumidores busquem e se identifiquem. Neste momento, muitas coisas surgem rápido à mente: “Qual é o sentimento que quero despertar? Como irá se parecer? Qual é o público alvo a ser conquistado?” É imprescindível que a marca, sobretudo, exista a partir de um propósito. Este propósito somado aos valores, estima, relevância e familiaridade compõe a base principal para que o consumidor possa avaliar quais são os benefícios ou diferença que a marca é capaz de proporcionar para a sua vida.

A mudança é inerente ao que diz respeito ao ser humano e o tempo. Seguimos em constante movimento e uma maneira de observarmos isto é reparar como o consumidor se transformou drasticamente de lá para cá. A velocidade que as informações são compartilhadas em tempo real contribuem para que novas mudanças continuem em percurso, analisá-las e agir a partir disto é um desafio que as marcas precisam se comprometer para alcançar efetivamente o seu público.

O que não sabemos – sejam clientes ou empresas – é sobre quais instabilidades o futuro nos reserva. A transformação do perfil do mercado para um cenário de maior competição e diversidade exige cada vez mais propostas inovadoras, precisas e que funcionem no mundo contemporâneo. Se antes os compradores eram expostos a escolhas impostas pelas empresas, atualmente estas mesmas empresas precisam se adaptar às exigências dos consumidores para que continuem em evidência no mercado.

Os consumidores que antes eram visto como uma enorme interrogação(?), hoje, podem ser questionados, ouvidos e vistos. As pessoas querem escutar e ser ouvidas. É nisto que as Empresas precisam focar para que obtenham sucesso em sua entrega. Não existe uma fórmula pronta para que clientes se tornem novos compradores além de tratá-los com respeito e se empenhar para que o resultado atenda ou supere a expectativa no início da contratação, justamente como a frase “Cliente bem atendido, volta!” que representa exatamente o cerne da questão. Pessoas possuem diversas personalidades, necessidades e maneiras diferentes de se comunicar, mas, em absolutamente todas elas existe um só objetivo em comum: solucionar uma dor.

Em contrapartida, os canais e maneiras de se comunicar ampliaram em pelo menos centenas de opções do que haviam anos atrás, entender e oferecer a solução para o desafio que aquele consumidor está buscando ainda não é o suficiente, é necessário saber como alcançá-lo e de que modo transmitir isto. Avaliar em quais mídias e qual é a linguagem que dialoga com a sua persona. O que nos convida à reflexão de que talvez seja este um dos grandes desafios das marcas no contexto atual: como se conectar corretamente com o seu público diante de quase infinitas possibilidades.

Possibilidades de Conexão

Uma pesquisa realizada pela ESET, empresa que trabalha no ramo de segurança e ameaças online, revelou que o brasileiro usa bastante a internet: mais da metade, 53%, passa mais de 6 horas por dia conectados. Atrelado a isto, de acordo com dados da “2018 Global Digital”, o tempo dedicado às redes sociais é 60% maior do que o resto do mundo. Considerando estas informações é sensato afirmar que o amanhã da marcas caminha a passos largos em direção a conexão com as pessoas. Neste momento, cerca de três quartos (75%) dos usuários ativos na internet possuem algum perfil em alguma mídia social. O fato de posicionar a sua marca no meio online não é mais uma questão de escolha, é fundamental para que consiga ir de encontro ao target, caso contrário, você assumirá uma posição de completa desvantagem em relação aos concorrentes e a demanda atual do mercado.

Outro acontecimento incrível de imersão é a possibilidade de nos conectarmos em massa e paralelamente personalizar a comunicação de maneira individual – a fim de construir um relacionamento particular com os consumidores e fazê-los se sentir parte do seu propósito através do estímulo de um sentimento de pertencimento.

O Marketing tradicional já não é mais a melhor alternativa para divulgar os seus produtos e serviços. Basta olharmos para as marcas que estão em constante ascensão para termos a visão clara de que investir em relacionamentos transparentes e profundos com clientes é a melhor maneira para promover serviços ou produtos. É necessário estratégias de engajamento, ações de marketing e empenho para conquistar a tão almejada lealdade dos consumidores – O valioso desafio de converter compradores em genuínos defensores da Marca.

Marca interessantes = Marcas com personalidade.

Vivemos em uma era repleta de incertezas, mas com uma convicção garantida: diversas dúvidas são rapidamente sanadas com um “google”. Na mão dos clientes, se encontra um mundo de conhecimento! Portanto, independente de para onde as empresas estejam seguindo, o ponto de partida precisa ser pautado por honestidade e clareza em relação ao valor por trás dos seus produtos ou serviços. Ter uma marca interessante é ser uma marca de personalidade, isto implica desde o estilo, posicionamento, associações à todos os conceitos que compõe a sua imagem e comunicação. Como parte de mais uma em um mar de opções, a busca por ser reconhecível é o caminho para o futuro. E, neste caso, a personalidade torna o impacto de relacionamento mais próximo e acessível, além de contribuir para vincular o consumidor e marca através da relação de compra mais motivadora que existe: a emoção.