4 melhores dicas para criar nomes de mascotes de empresas e passo a passo

Lembra do Bocão, da Royal? O boneco simpático que estrelava os comerciais da marca de gelatina com o slogan “Abra a boca, é Royal” nos anos 80, começou a circular em 1989 para associar alimentação e diversão.

Assim, a empresa aumentou suas vendas e ficou mais próxima do público infantil, seu principal alvo.

Isso prova que criar nomes de mascotes de empresa pode alavancar vendas, trazendo retorno financeiro e turbinando o valor de marca no mercado. Além da Royal, Sadia, Kellogg’s, Michellin e muitas outras também apostaram em criar nomes de mascote de empresa.

Nesta postagem você vai ver diversas dicas de como criar mascotes de empresas, além de um passo a passo.

Saiba mais: Por que criar nomes de mascotes criativos para a minha empresa?

O que é mascote?

Antes de qualquer coisa, é preciso entender o que são os mascotes e como é feito o processo de criação. Criar nomes de mascotes de empresas é uma estratégia de marketing para vender mais.

Os mascotes são personagens inventados ou que já existem, mas que carregam o estilo personalizado da marca. Como é o caso do Tony, o tigre bem-humorado da Kellogg’s, marca de cereais.

A característica principal de um mascote é sua informalidade. A Michelin, especializada em pneus, foi uma das primeiras a criar um mascote e usá-lo como garoto-propaganda. O boneco cheio de dobrinhas ficou famoso no mundo inteiro.

Chamado Bibendum, ou simplesmente Bib, o bonequinho cheio de dobrinhas teve sua primeira aparição 1898, isso mesmo, ainda no século XIX. Na época, os fundadores da marca, os irmãos Michelin, se inspiraram na pilha de pneus que encontram por aí e imaginaram o boneco. Eles acreditaram que seria uma boa ideia dar vida a um personagem assim.

Veja também: 5 dicas para criar um bom mascote para empresa

Como criar nome de mascote de empresa? Veja 4 dicas!

Em vez de um “famoso” dizer os benefícios de um cereal, um tigre fofo e simpático traria muitos mais resultados para a Kellogg’s. Dito e feito. O Tony, o garoto-propaganda da marca, foi pensado a partir de algumas regras de marketing.

Elas parecem ser simples, mas é preciso tempo, pesquisa e muito conhecimento sobre a sua marca, seu público-alvo e descobrir a melhor forma de se comunicar com estes consumidores.

1- Tenha um objetivo

Para criar nomes de mascotes para empresas, a marca precisa entender qual público-alvo deseja alcançar e como deseja se comunicar com esses clientes. Um garoto-propaganda em forma de personagem descolado e divertido não serve para qualquer negócio.

Portanto, é importante que a empresa faça 3 descobertas importantes:

  • Qual o objetivo da sua empresa?
  • Quer vender mais para qual público-alvo?
  • Como deseja ser reconhecido no mercado?

2- Aposte na conexão entre empresa e cliente

Criar nomes de mascotes para empresas está relacionado com a conexão que a marca quer desenvolver com o seu público. Nesta etapa, é hora da empresa estabelecer uma linguagem alinhada com os consumidores. Usar um mapa de ideias pode ajudar muito, nessa hora.

Cuidado para não beirar o ridículo e servir de piada. Pense nessas bases:

  • Aposte no bom-humor;
  • Conheça bem a sua empresa e o segmento;
  • Crie um nome fácil, que seja lembrado e gravado sem dificuldades.

CURIOSIDADE: Conheça a origem dos mascotes olímpicos e do logo Rio 2016

3- Explore o emocional do público

Procure um nome que traga à mente do público alguma emoção como confiança, segurança e estabilidade. Fuja de nomes difíceis de pronunciar ou grandes demais. O objetivo de criar nomes de mascotes de empresas é fazer a marca ser lembrada.

4- Use a criatividade

Imagine, dê espaço para a mente criar, anote nomes, recorra à sua memória afetiva, experimente situações que tenham a ver com a sua empresa para que haja repertório para o momento de criar um nome de mascote para empresas.

Abaixo, siga esses passos para ajudar a colocar a criatividade para trabalhar.

Passo a passo para criar nomes de mascotes para empresas:

  1. Listes características importantes do produto ou serviço
  2. Conheça os pontos fortes do seu produto ou serviço
  3. Liste nomes curtos e simples, com boa pronúncia
  4. Pseudônimos (apelidos) podem ser poderosas soluções.
  5. Nomes no diminutivo e aumentativo podem gerar boas alternativas, mas cuidado com o setor de negócios em que atua

Veja também: O que é um mascote e a importância de ter um na empresa

Já sabe como criar nomes para mascotes? Se preferir, você pode solicitar os serviços da We Do Logos e conseguir um nome de mascote com muitas mais qualidade, rapidez e um preço justo!

Você faz seu pedido no site e rapidamente recebe diversas opções e pede quantas alterações quiser até conseguir o nome ideal para o seu mascote.

Saiba mais sobre a We Do Logos:

We Do Logos