Identidade Visual: Evite estes 5 erros na hora de criar a sua

O ideal é estabelecer uma identidade visual para o seu negócio desde o início. Mas nada te impede de renovar a aparência da sua marca perante os consumidores. 

Aliado a uma boa estratégia de marketing, a mudança será capaz de alavancar os objetivos e resultados-chave da sua empresa.

Neste post, vamos esclarecer como fazer o branding de marca forte no mercado e apontar os 5 erros mais comuns no processo. Confira abaixo!

Como a identidade visual reforça o branding de uma marca

A identidade visual agrega na primeira impressão que o cliente vai ter da sua marca. 

Em um período da era digital onde as pessoas consomem muitas mídias visuais, a desconexão da sua marca com recursos visuais são facilmente percebidos.

Portanto, a logomarca, aparência do site e redes sociais devem estar associados, pois, harmonia também mostra credibilidade. 

Hoje, ter o seu território na web através de um site com domínio próprio, tem sido cada vez mais importante para o crescimento do seu negócio. 

A mesma lógica se aplica aos aspectos visuais. Ou seja, marcar presença através de um aspecto marcante, também te auxilia a sair na frente dos concorrentes.

Impacto da identidade visual na gestão das marcas

A gestão de marcas compreende uma série de estratégias para construir a identidade da sua marca diante do público. 

Alguns exemplos são músicas, sons, perfume ou sabores característicos, cores e tipografia (desenho).

Feito isso, o objetivo passa a ser o posicionamento da marca, relacionado aos valores dessa.

Embora possuam significados semelhantes, somente após o branding de marca que o restante da estratégia para o posicionamento ganha solidez.

Nesse sentido, todo planejamento precisa de objetivos a serem alcançados em conformidade com os KPI (Indicadores-chave de Performance) da empresa. 

Sendo assim, determinar OKR (Objetivos e resultados-chave), isso é, definir quais mudanças a curto prazo que a gestão de marca deve alcançar, são necessárias. Por exemplo:

  • Aumentar o relacionamento entre consumidor e cliente em X%;
  • Aumento do número de acessos após inclusão da nova logo em X%.

Para isso, deve-se criar objetivos, resultados-chave com métricas numéricas e iniciativas a serem tomadas para alcançá-los. 

Seja vender produtos com as novas cores e logo recém-definidas, convidar as pessoas a votarem nas novas melhorias ou outros, para medir os resultados. 

Assim, é possível extrair as diferenças entre okr e kpi.

Enquanto o primeiro é aplicado a mudanças a curto prazo, o segundo rege o necessário para manter “os sinais vitais da empresa”.

5 erros para evitar na construção da identidade visual da marca

Evitar erros na construção da identidade visual é determinante para aproximar o seu negócio dos seus consumidores. 

Base do Marketing 5.0, investir na  aproximação com seu cliente e aprimoramento no uso de gatilhos mentais, começam na imagem do seu empreendimento.

Para não ter erro, invista em um design especialista em branding de marca. Afinal, mudanças bruscas podem ter efeitos negativos. Siga as dicas:

#1 Escolha errada da fonte e das cores

As cores devem transmitir o que a empresa quer passar de modo subjetivo. Para isso, o uso da psicologia das cores pode ajudar.  

#2 Uso exagerado de efeitos

A identidade visual deve sim ser marcante. Contudo, isso não é sinônimo de exageros. 

#3 Usar identidade visual parecida com de outras marcas

Parte da estratégia do branding ou até mesmo do rebranding de qualquer negócio é analisar a concorrência. Mas não confunda!

Copiar outras marcas pode te gerar processos no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

Você pode adotar o tom vermelho e amarelo, caso trabalhe no ramo alimentício. Mas não pode usar uma logo parecida com a do Ifood, por exemplo.

#4 Não ter aplicação ilimitada

A aplicação ilimitada da marca tem a ver com itens físicos. 

Ainda que o seu negócio envolve somente produtos digitais, não deixe de pensar a longo prazo.

Nada impede de haver algum lançamento ou brindes palpáveis no futuro, e estes pedem logos adaptáveis para colocar em diversas embalagens e produtos.

#5 Não adaptar a identidade visual para as diferentes plataformas

Adaptá-la também está ligada a escolha de canais de comunicação que mais representam a sua empresa. 

Para isso, analise onde o seu público está mais presente e engaje com a marca.

Em razão de parte da credibilidade morar nessa sintonia de aspectos visuais, harmonize todas as plataformas conforme o site do seu empreendimento.

Conclusão

Agora você já sabe como evitar os 5 principais erros na hora de criar sua estratégia para branding de marca.

Mas lembre-se, não aplique as dicas sem contar com especialistas na área. 

Recomendamos que procure alguém para ajudar sua equipe a traçar os OKRs do seu projeto, bem como repassar isso para um design focado em identidade visual.

Deseja aprofundar sobre o assunto? Entre em contato conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *