Manual de marca: entenda o que é e importância para as empresas

manual de marca conceito

A importância da identidade visual e até como ter a sua, a gente já falou bastante por aqui, o que talvez não ficou claro é o quanto um manual de marca é fundamental para a sua empresa.

O que garante que seu logo e sua identidade visual vão manter a coesão e estética independente da mídia em que será aplicada?

É exatamente o manual de marca que vai ser o guia para que todas as peças de comunicação visual respeitem a identidade da marca e em hipótese alguma deformam ou deturpam o seu logo.

Por isso, preparamos esse guia para te explicar tudo que você precisa conhecer sobre manual de marca e principalmente como elaborar um modelo eficiente para sua empresa.

Boa leitura.

Em busca da logo perfeita para sua empresa? A We do Logos pode te ajudar!

manual de marca versões

O que é manual de marca?

O manual de marca é um documento onde vão constar todas as guias e referências para utilização e aplicação da sua marca nos variados tipos de mídias.

Antigamente era um guia principalmente para as gráficas, para que pudessem utilizar as cores e dimensões certas em suas impressões, mas hoje, com o marketing digital fervendo, outros usos da sua marca precisam ser considerados e contemplados pelo manual de marca.

É por isso que quanto mais completo e profissional for o documento, menores serão as chances de você o logo da sua empresa aparecer de forma mal utilizada e assim descaracterizando o visual e a representação.

manual de marca o que deve ter

O que deve ter no manual da marca?

Todos os elementos visuais pensados para compor identidade da marca precisam estar presentes no documento e não apenas o seu logo.

Muitas empresas acham que esse manual se resume apenas aos padrões de dimensão, cores e aplicações do logo, mas é muito além disso.

Imagine que sua empresa vai aparecer numa transmissão de um jogo de futebol, neste caso, o manual da marca vai indicar para emissora quais os elementos gráficos, fontes, cores e disposições que sua marca deve seguir para ser fiel às características da comunicação visual da sua empresa.

Já o documento em si, é importante que siga um padrão de diagramação e também contenha uma organização de páginas para ser efetivo quando for solicitado pelas agências que irão criar as peças de comunicação visual.

Confira o que contém um manual de marca completo:

Capa

Ironicamente (ou não) a capa do documento já é uma demonstração de como sua marca deve ser aplicada em uma comunicação oficial.

Já ali deve conter o logo devidamente aplicado, uso das cores corretas nos elementos e imagens, e principalmente a fonte para os títulos deve ser aquela estipulada na identidade visual.

Isso é justamente o maior atributo da identidade visual, fazer com que identifiquem que se trata de um documento oficial da sua empresa, sem necessariamente precisarem ler os títulos ou ver o logo.

Sumário

O documento segue os padrões ABNT, então começa com um sumário organizando e indicando onde vão constar todos os tópicos, seguindo a paginação.

Não tem problema fazer o sumário depois da diagramação do documento todo, mas é importante haver um espaço logo na primeira página porque será o guia do que constará no seu manual.

Apresentação da empresa

Para complementar a comunicação visual já da capa, as primeiras informações da empresa que aparecem é uma apresentação.

É ideal que seja sucinta, mas que expresse bem toda a filosofia e valores da empresa, e principalmente um pouco da personalidade, pois isso vai reforçar o tom da comunicação visual.

Para esse texto ser coeso, sucinto e impactante, vale a pena contratar um redator publicitário bom no que faz, como os vários aqui do time de redação da We Do Logos.

Conceito da marca / Assinatura da marca

Você já sacou que a sequência do documento segue uma lógica bem clara, porque logo depois de apresentar sua empresa, os valores e personalidades, o próximo tópico deve ser o conceito por trás da marca.

Essa explicação, que também deve ser sucinta e direta, vai casar com a apresentação, porque vai reforçar os valores e mostrar como eles foram incorporados ao design visual da marca.

De cara isso mostra uma coerência na comunicação e expressa um alto nível de profissionalismo para sua empresa.

Cores institucionais

Cores institucionais são as “cores oficiais” da sua empresa, ou seja, as matizes nas quais seu logo pode aparecer bem como os fundos em que ele pode ser exposto sem ferir os princípios da marca.

Pensando aqui num exemplo forte do porque isso é tão importante, podemos utilizar o futebol, pois imagine só se em algum evento da CBF, o escudo do Corinthians aparece sobre um fundo verde, que é a cor do seu maior rival. Pense só no problemão que isso iria causar.

O mesmo vale para as empresas, porque a Coca Cola jamais vai querer ver sua marca no fundo azul da Pepsi e vice e versa, e essas informações vêm expressas no manual de marca, bem nesse tópico referente às cores institucionais.

Aplicações

Ainda na linha das cores institucionais temos as aplicações, que são as guias para as formas de expor a sua marca em diferentes ocasiões.

Isso serve para mostrar como o logo se comporta em um espaço horizontal e vertical.

Para visualizar, vamos pensar no logo do McDonalds, que é o M amarelo com o nome do lado, na horizontal, mas, se o espaço for apertado, digamos, o texto passa a aparecer embaixo do M, e pode acreditar, isso está previsto no manual de marca deles.

Até porque, existem marcas que não permitem essa quebra de linha, mesmo quando o espaço não é ideal, e costuma ter a ver com um apego ao tradicionalismo.

Nossa recomendação é ter opções de aplicação pensando em vários cenários, principalmente os do mundo digital.

Versões monocromáticas

Além das cores institucionais, é fundamental ter versões da sua marca descritas no manual em preto ou branco, por que aplicações monocromáticas são bastante utilizadas até hoje.

Tanto por uma limitação da mídia ou opção estética, o fato é que o uso de logos monocromáticos se faz necessário em muitos casos, então é importante que o manual de marca mostre como utilizar a versão nesses moldes.

Família tipográfica

Porque família tipográfica e não apenas fontes? Simples, porque uma identidade visual é composta de mais de uma fonte em mais de uma espessura (ou peso que é o termo utilizado).

No manual é importante estar bem listada a família tipográfica com todas as letras, números e símbolos, principalmente se sua empresa tiver um fonte personalizada, o que aliás pode agregar muito a sua marca.

Nesse ponto vale listar também quais serão as fontes utilizadas em títulos e quais serão usadas em parágrafos, principalmente para comunicação digital do site, isso é uma informação fundamental.

Área de proteção

É preciso proteger seu logo nas aplicações e para isso existe uma área que é basicamente uma margem de respiro para guiar a aplicação do logo.

Pode ser delimitada em pixels, porcentagem ou, como é mais comum, baseado no tamanho de algum elemento, porque assim é mais fácil manter as proporções independente do tamanho da aplicação da fonte.

Essa área de proteção é importante para garantir que seu logo terá uma boa visualização e não vai gerar poluição visual quando inserido junto a outros elementos.

Proibições

Por fim, seu manual de marca precisa conter todas as proibições com relação ao uso da marca, aplicação e elementos.

Isso é uma etapa importante, pois alguns designers podem tentar improvisar em algumas aplicações, e se não souberem o que não podem fazer, podem acabar gerando um prejuízo de imagem e maneira não intencional.

O critério para proibições tem que ser coeso com a filosofia da empresa e também com os elementos e cores estipulados na identidade visual.

manual de marca importância

Qual a importância do manual de marca para empresa?

Acreditamos que já ficou claro que o manual de marca é fundamental para que terceiros não façam o que quiserem com o seu logo e outros elementos da sua identidade visual, porque estamos cansados de ver logos deformados em flyers e outdoors por aí.

Se uma gráfica por exemplo fazer uma peça e não seguir seu manual de marca, você pode pedir a refação, pois o documento é justamente para garantir essa coesão da comunicação visual.

Além disso, o manual de marca traz outros benefícios como:

Mantém a padronização para qualquer campanha

Algo que acontece muito por aí é a pessoa pegar o cartão de visitas de uma empresa, com um logo bonito e tal, e depois ao acessar o site, nota que a cor da marca está um pouco diferente.

Tipo, o azul no cartão é mais escuro que o do site, e isso acontece porque as cores funcionam de maneira distinta no digital e quando impressas em papel, e essa diferença se dá por vários motivos.

Mas o que vale dizer por ora, é que no manual deve constar exatamente o código para cor em RGB para usar no digital e a versão equivalente em CMYK que é para impressão, assim as cores permanecerão padronizadas,

Isso já demonstra o profissionalismo da sua empresa.

Reduz a incidência de erros

Se o designer ou a gráfica errar algum elemento, fonte ou cor com o manual de marca em mãos, é hora de trocar de fornecedor, porque estando tudo devidamente listado ali, as chances de erros são mínimas.

Quanto a isso só vale mencionar que seu manual precisa ser profissional com informações claras e técnicas.

manual de marca

Respeita a aplicação dos elementos visuais da marca

O manual de marca serve principalmente para que a aplicação do logo se mantenha padronizada, mas também indica como deve ser o uso de outros elementos.

Por exemplo, se sua marca utiliza formas mais retangulares, isso deve constar no manual e ainda ter lá nas proibições quais elementos jamais devem aparecer, pois vai que alguma forma seja mais identificada com seu concorrente, é importante evitar gerar esse tipo de confusão.

Outro elemento que não mencionamos antes, mas vale reforçar é que a área de proteção da sua logo pode envolver também um box, que funciona como um retângulo que envolve todo o seu logo e isso pode ser útil em algumas aplicações.

Garante uma comunicação certeira ao público-alvo

O manual de marca deve sempre vir acompanhado da identidade visual, afinal, o documento define regras e utilizações da marca focados em manter uma coerência na comunicação visual.

Desse jeito, o seu público alvo terá facilidade de reconhecer seus anúncios e peças em várias mídias diferentes, antes mesmo de ver o seu logo ou nome da empresa.

Fora que um manual de marca vai deixar claro que seu negócio é profissional.

manual de marca onde fazer

Como a We do Logos pode ajudar com o seu manual de marca!

Ficou claro que um manual de marca é um documento muito importante para comunicação visual da sua empresa, e por mais que expliquemos como fazer, o melhor caminho é ter um profissional na confecção do seu manual.

Não é só uma questão visual e estética, porque algumas informações são extremamente técnicas e necessárias para que seu manual seja eficiente para produção das peças gráficas.

Pensando nisso, aqui na We Do Logos elaboramos alguns planos específicos para criação de uma identidade visual com manual de marca profissional e totalmente alinhado com o perfil da sua empresa e público alvo.

Nosso time de designer e de redatores, vão atuar com a concorrência criativa para rapidamente entregar opções visuais incríveis, que com certeza serão perfeitas para sua marca.

Manual de marca organizado e padronizado para sua empresa é com a We do Logos!

Conclusão

Quer elevar o nível de profissionalismo da sua empresa? Então busque um manual de marca profissional para agregar credibilidade ao seu negócio e ainda padronizar sua comunicação para que ela seja mais efetiva em atingir o seu público.Aproveite que temos planos ótimos para cada tamanho de empresa, e tenha um manual de marca da We Do Logos para valorizar a sua marca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.