10 dicas importantes para a identidade visual da sua empresa

A identidade visual da marca define como o público vai percebê-la no mercado. Sua função principal é mostrar quais são os valores da empresa e como ela quer se posicionar no mercado.

Por exemplo, se você coloca imagens divertidas que mostram o dia-a-dia da sua empresa, você transmite que o bem-estar dos seus funcionários é importante. Se posta imagens da natureza ou frases inspiradoras podemos entender que valoriza o encorajamento e motivação.

Você pode, e deve, usar imagens para sugerir ideias abstratas. Ao ver a marca, as cores, o tamanho do texto e o design, estes aspectos irão mostrar ao cliente como ele deve se sentir em relação a ela. É por isso que a identidade visual é tão importante. Se ela não combina com os valores que tem, isso pode desapontar, confundir o seu cliente.

A boa notícia é que construir uma identidade visual forte é mais fácil do que parece. Responda nossas perguntas e ao fim desse post e você entenderá como tornar posicionar sua marca.

Veja também: 23 lugares para encontrar imagens de qualidade e gratuitas

01 – Quem é seu cliente?

10 dicas importantes para a identidade visual da sua marca

Definir o seu público-alvo é o primeiro passo para construir uma identidade visual de sucesso. Se você não sabe ao certo com quem você quer se comunicar, você não vai saber o que comunicar. Defina especificamente a idade, sexo, localização, renda, estado civil, ocupação e nível social do seu cliente. Se houver dificuldade em definir o público, uma dica é analisar como os clientes da concorrência se comportam nas redes sociais. É possível descobrir muito sobre esse público analisando as perguntas que eles fazem e os posts que eles costumam curtir/compartilhar.

02 – Qual é a sua personalidade?

Uma vez que você compreender seu público-alvo e o que você pode oferecer a ele, é importante definir como transmitir os valores da marca. É fundamental usar referências visuais que condiz a proposta da marca. A escolha das imagens, filtros das fotos e paletas de cores definem esse tom que é responsável por transmitir a personalidade.

03 – Sua marca é simples?

A identidade visual não precisa- e não deve- ser complicada. Quando ela tem muitos elementos você corre o risco de confundir o cliente. Defina os elementos que são importantes para transmitir os valores da marca e mantenha somente esses.

04 – Sua marca é consistente?

É importante que o estilo visual da marca seja consistente em todas as peças em que for aplicado. Tanto o site quanto as demais peças gráficas- como cartão de visitas e papelaria. Isso significa usar os mesmos filtros, tamanho e a mesma tipografia em todas as plataformas visuais. Isso cria coesão, que vai ser percebida onde a marca seja aplicada.

05 – Sua marca é fácil de entender?

Sua história visual não deve ser complexa e difícil de compreender. A identidade deve fazer sentido com a marca, sua história e valores. A regra é simples: “menos é mais”.

06 -Você se confunde com o logo?

Sua marca não é o logo. Apesar do logo ser um dos elementos mais importantes, ele não tem um significado intrínseco sozinho. Eventualmente, ao desenvolver a identidade da marca, o público irá associar a marca ao logo, e transferir suas percepções acerca da marca para ele. Mas isso não significa que você não deve se preocupar com o logo. No entanto, se esforce para mantê-lo simples, e deixe que as cores combinem com a mensagem que a marca quer transmitir.

07 –  Você está usando a tipografia certa?

A tipografia ajuda a marca a definir seu tom. É possível perceber muito sobre uma marca baseado na escolha dela. As fontes devem combinar com o logo e com o público-alvo. Por exemplo, fontes clássicas geralmente possuem serifa e por serem mais rebuscadas não são recomendadas para uso online; fontes neutras não possuem serifa e transmitem clareza e organização. Além dessas, também são utilizadas fontes caligráficas, que transmitem tradição e elegância.

08 – Você está usando as cores certas?

As cores são tudo quando se fala em identidade visual. Existe uma associação psicológica para cor que pode ser observada durante a construção da marca. Por exemplo, o azul é associado à confiança e é muito usado por bancos. Já o vermelho é passional e irreverente, e junto a suas cores análogas- amarelo e laranja- é usado para chamar atenção. O verde é sustentável e fresco, pode simbolizar crescimento e o preto é autoritário, além de ser uma cor sofisticada que funciona muito bem para marcas já consolidadas no mercado.

Normalmente, recomenda-se o uso de no máximo duas cores para o logo e aplicações visuais da marca. Se você usar fotos nas redes sociais, provavelmente elas vão usar mais cores, mas é possível criar consistência usando os mesmos filtros nas fotos. Encontrar a paleta cromática ideal ajuda a harmonizar toda a identidade visual da marca.

09 – Você já considerou usar preto e branco?

Independentemente da cor escolhida para a marca, você deve sempre considerar se ela funciona em preto e branco. Se não funcionar é provável que não seja a melhor escolha. Pense em como a marca deve aparecer em uma nota fiscal. Ela ainda é legível? Se sim, isso é um bom sinal.

 10 – Você unificou seu time em torno da identidade visual?

Mesmo que seu time consista em um pequeno grupo, nunca é cedo demais para definir a identidade visual e ter certeza de que todos compreendem como melhor aplicá-la. Para facilitar, você pode criar templates e definir uma biblioteca de referências que devem ser compartilhados com aqueles que irão contribuir para a construção da marca.

10 dicas importantes para a identidade visual da sua marca

Curtiu as dicas ? Que tal começar a elaborar a identidade para a sua empresa? A We Do Logos é a melhor escolha! Em menos de 24 horas, você receberá diversas propostas apresentadas por diverentes profissionais. Faça como outras 15.000 empresas. Venha conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *